Jogos em Terceiro Lugar: ARGs, Culturas Urbana e Sociabilidade

  • Luiz Adolfo Andrade
Palavras-chave: Jogos eletrônicos. Terceiro lugar. Culturas urbanas. Comunicação. Sociabilidade.

Resumo

O presente estudo busca compreender os modos pelos quais a comunicação pode se relacionar com a cultura urbana através das novas tecnologias, acentuando o potencial de sociabilidade oferecido pelos terceiros lugares. Os terceiros lugares são locais públicos e de acesso irrestrito, associados constantemente à comunicação, sociabilidade e qualidade de vida. A hipótese sustenta que as novas tecnologias de comunicação podem infiltrar conteúdo visual e informacional nestes lugares, revelando uma tipologia de espaço chamada neste artigo de informacional. Esta dimensão tende a atuar como mediadora de práticas comunicativas originais, conectando objetos, lugares, usuários em mobilidade e estáticos, além de produzir espacialização, aumentando consideravelmente o potencial de comunicação e sociabilidade oferecido por determinado lugar. A análise é feita a partir da experiência disponível em jogos do tipo alternate reality game (ARG), considerando as dinâmicas percebidas em suas partidas live action.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Adolfo Andrade
Jornalista e game designer. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporânea da Universidade Federal da Bahia. Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Cibercidades (GPC).
Publicado
2018-08-22
Métricas
  • Visualizações do Artigo 142
  • PDF downloads: 179
Como Citar
Andrade, L. A. (2018). Jogos em Terceiro Lugar: ARGs, Culturas Urbana e Sociabilidade. Plurais Revista Multidisciplinar, 1(2). https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n2.%p
Seção
Dossiê Temático