O ATO DE PEDALAR E A FLEXIBILIDADE COGNITIVA EM SALA DE AULA: TRANSVERSALIDADE CURRICULAR EM MEIO AMBIENTE, SAÚDE E PLURALIDADE CULTURAL

Palavras-chave: Pedalar na cidade, Flexibilidade Cognitiva, Saúde, Meio ambiente, Pluralidade cultural.

Resumo

O ato de pedalar na cidade e a convivência dos diversos modais na cidade em atividades escolares pode sensibilizar/conscientizar como uma atividade cultural que propicia mobilidade urbana, esporte e lazer, com benefícios associados à saúde, meio ambiente, economia, potencializando a educação como prática da liberdade no âmbito do trânsito, majoritariamente motorizado, e ao exercício da cidadania ativa. Tendo como referência a educação dialógico-problematizadora e a teoria da flexibilidade cognitiva, analisamos uma atividade educacional com o tema “Pedalar na cidade” desenvolvida com 16 professores em formação inicial a partir de mini-casos problematizados segundo os pressupostos dessas teorias. Concluímos que a atividade potencializou o desenvolvimento da flexibilidade cognitiva dos participantes, com potencial transferência de conhecimento para o contexto escolar, em especial nas temáticas saúde e meio ambiente na perspectiva da educação como prática da liberdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helma Pio Mororó José, Professora na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Doutora em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC/SC). Pesquisadora no Grupo de Pesquisa, Estudo e Formação de Professores (NEFOP).

Wagner Duarte José, Professor Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.
Doutor em Ciências/Física pela Universidade de São Paulo (USP/SP). Pós-doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina (USFC/SC) e pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR/SP). Pesquisador no Laboratório de Estudos e Pesquisas pró Docência em Física.
Fábio da Purificação de Bastos, Professor na Universidade Federal de Santa Maria.

Doutor em Educação/Didática pela Universidade de São Paulo (USP/SP). Pós-Doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFCS/SC). Pesquisador no grupo Educação Científica e Tecnológica Orientada por Pesquisa-ação e Educação Dialógico-problematizadora.

Referências

BRAGA, G. R. A Teoria da Flexibilidade Cognitiva como Estruturante dos Três Momentos Pedagógicos: contribuições ao ensino de Física na Educação de Jovens e Adultos. 2019. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Ensino, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista.

CARVALHO, A.A.A. A representação do conhecimento científico segundo a Teoria da Flexibilidade Cognitiva. Revista Brasileira de Educação, v.13, n. 1, p.169-184, 2000.

CARVALHO, C. H. R. Emissões relativas de poluentes do transporte urbano. Boletim regional, urbano e ambiental, n. 05, p. 123-139, 2011.

CARVALHO, M. L; FREITAS, C. M. Pedalando em busca de alternativas saudáveis e sustentáveis. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, p. 1617-1628, 2012.

CASPERSEN, Carl J. et al. Physical activity, exercise, and physical fitness: definitions and distinctions for health-related research. Public health rep, v. 100, n. 2, p. 126-31, 1985.

DENTRAN RJ. 2016. Disponível em: https://www.facebook.com/DetranRJoficial/photos/entenda-a-diferen%C3%A7a-na-ciclofaixa-uma-faixa-pintada-na-via-%C3%A9-exclusiva-a-bicicle/1021018514691863/ Acesso em: 19 Abr. 2020.

ESCOLA DE BICILETA, [s.d.]. Escola de Bicicleta – Livro on-line. Disponível em http://www.escoladebicicleta.com.br/livro.html. Acesso em: 19 Abr. 2020.

ENVIROMENT SCIENCE. [s.d.]. What Is Sustainability and Why Is It Important? Disponível em: https://www.environmentalscience.org/sustainability. Acesso em: 22 Abr. 2020.

FREIRE, P. Educação como Prática da Liberdade. 1ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1967.

______ Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1987.

LABMOB; ALIANÇA BIKE, Economia da Bicicleta no Brasil, Rio de Janeiro, 2018.

LABMOB. Pesquisa Perfil do Ciclista 2018, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://ta.org.br/perfil/ciclista18.pdf. Acesso em: 13 mar. 2019.

LEE, I.-Min et al. Effect of physical inactivity on major noncommunicable diseases worldwide: an analysis of burden of disease and life expectancy. The Lancet, v. 380, n. 9838, p. 219229, 2012.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. [s.d.]. Responsabilidade Socioambiental. Disponível em: https://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental.html. Acesso em: 22 Abr. 2020.

PASSOS, A. C. O. O sistema cicloviário como meio de transporte sustentável na cidade de Vitória da Conquista - BA. 2017. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Itapetinga.

PEREIRA, T. R. F.; PEREIRA, A. S. Transporte público coletivo em Vitória da Conquista-BA: a geografia da mobilidade e da segregação socioespacial. Revista Extensão & Cidadania, v. 4, n. 17, 2017.

PREFEITURA DE SALVADOR. [s.d.]. Infraestrutura. Salvador vai de Bike. Disponível em: http://www.salvadorvaidebike.salvador.ba.gov.br/index.php/infraestrutura. Acesso em: 19 Abr. 2020.

SILVA, I. G. de S. S., SOUZA, F. N., LEÃO, M. B. C. Da WebQuest à FlexQuest: Uma plataforma web 2.0 para a promoção de flexibilidade cognitiva e interdisciplinaridade. In JUNIOR, J. B. B. Metodologia Webquest na educação: teoria e práticas pedagógicas, Rio de Janeiro: Publit, 111–131, 2015.

SLOCAT (2018). Transport and Climate Change Global Status Report 2018. Disponível em: http://slocat.net/tcc-gsr. Acesso em: 15 mar. 2019.

SPIRO, R.J.; VISPOEL, W.; SCHMITZ, J.; SAMARAPUNGAVAN, A.; BOERGER, A. Knowledge Acquisition for Application: Cognitive Flexibility and Transfer in Complex Content Domains. In: BRITTON, C.; GLYNNl, S. M. (eds), Executive Control in Processes in Reading. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 177-199, 1987.

SPIRO, R. J.; COULSON, R.; FELTOVICH, P.; ANDERSON, D. Cognitive Flexibility Theory: Advanced Knowledge Acquisition in Structured Domains. In: Conference of the Cognitive Science Society, 10, 1988, Hillsdale, NJ: Erlbaum, Anais...Hillsdale, NJ,1988.

WHO (WORLD HEALTH ORGANIZATION). Global recommendations on physical activity for health. Genebra: WHO; 2010. Disponível em: http://whqlibdoc.who.int/publications/2010/9789241599979_eng.pdf. Acesso em: 15 mar. 2019.

______ Global status report on noncommunicable diseases 2010. Geneva: WHO, 2011. Disponível em: <http://www.who.int/nmh/publications/ncd_report2010/en/>. Acesso em: 23 abr. 2020.

______ Global action plan on physical activity 2018–2030: more active people for a healthier world. Genebra: WHO; 2018. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/272722/9789241514187-eng.pdf. Acesso em: 14 abr. 2020.

WIKIPEDIA CONTRIBUTORS. Sustainability. Wikipedia, The Free Encyclopedia. 19 Abr. 2020. Disponível em: https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Sustainability&oldid=956323375. Acesso em: 19 abr. 2020.

Publicado
2020-05-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 95
  • ♪Áudio♪ downloads: 8
Como Citar
JOSÉ, H. P. M.; JOSÉ, W. D.; BASTOS, F. DA P. DE. O ATO DE PEDALAR E A FLEXIBILIDADE COGNITIVA EM SALA DE AULA: TRANSVERSALIDADE CURRICULAR EM MEIO AMBIENTE, SAÚDE E PLURALIDADE CULTURAL. Cenas Educacionais, v. 3, p. e8620, 16 maio 2020.
Seção
Dossiê Temático - Ensino de Ciências e Educação Matemática