ASTRONOMIA NO ENSINO FUNDAMENTAL POR MEIO DE TIRINHAS

Palavras-chave: Quadrinhos, História da Astronomia, Modelo Heliocêntrico, Copérnico, Galileu.

Resumo

O presente artigo analisa o uso de tirinhas no ensino de tópicos de Astronomia no Ensino Fundamental, tendo como protagonistas Galileu Galilei e Nicolau Copérnico, e suas importantes descobertas. As tirinhas são apresentadas em atividades sobre os modelos geocêntrico e heliocêntrico em conjunto com a confecção de diversos materiais envolvendo escalas – comprimento, volume e tempo – para representar distâncias dos planetas internos do Sistema Solar e estudar os fenômenos lunares.  A proposta foi implementada nas aulas de ciências do nono ano do ensino fundamental de uma escola pública de um município de pequeno porte do sudoeste baiano. Verificamos que as tirinhas desempenharam relevante papel como recurso pedagógico, contribuíram na apropriação do conhecimento e estimularam a criatividade, possibilitando momentos de descontração e uma nova visão nas aulas de Ciências Naturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Oliveira dos Santos, Professor na rede Municipal de Educação de Barra do Choça e na rede Estadual de Educação do Estado da Bahia.

Licenciado em Física pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/BA).

 

Wagner Duarte José, Professor Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Doutor em Ciências/Física pela Universidade de São Paulo (USP/SP). Pós-doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina (USFC/SC) e pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR/SP). Pesquisador no Laboratório de Estudos e Pesquisas pró Docência em Física.

Referências

ALCÂNTARA, C. S. Histórias em quadrinhos e educação: inovando o currículo. In: Didática e Prática de Ensino na relação com a escola. EdUECE, 2014. (Livro 1, 02562).

ARAÚJO FILHO, W. D. A gênese do pensamento galileano. Salvador: Editora Gráfica da Bahia, 2006.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 15 abr. 2020.

CARUSO, F.; FREITAS, N. Física Moderna no Ensino Médio: o espaço-tempo de Einstein em Tirinhas. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 26, n. 2, p. 355-366, 2009.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. Física. São Paulo: Cortez, 1990.

GEWANDSZNAJDER, F. Projeto Teláris: ciências no ensino fundamental 2. São Paulo: Ática, 2015.

HEWITT, P. G. Física conceitual. Tradução: Trieste Freire Ricci; revisão técnica: Maria Helena Gravina. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

LANGHI, R. e Nardi, R. Justificativas para o ensino de Astronomia: o que dizem os pesquisadores brasileiros?. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v.14, n.3, pp. 41-59. 2014.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986. (Temas básicos de educação e ensino)

PIRES, A. S.T. Evolução das ideias da física. São Paulo: Livraria da Física, 2008.

ROCHA, J. F. M. (org.). Origens e Evolução das Ideias da Física. 2. ed. Salvador: EDUFBA, 2015.

SILK, J. O Big Bang: a origem do universo. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1988, c 1980.

SILVA, B. V. C.; ATAIDE, M. C. E. S.; VENCESLAU, T. K. O. S. Tirinhas em sala de aula: o que sabem os futuros professores de física? Holos, Ano 31, v. 3, 2015. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/832/1102. Acesso em: 23 mar. 2019.

TESTONI, L. A.; ABIB, M. L. V. dos S. A utilização de histórias em quadrinhos no ensino de física. In: ENPEC, 4., 2003. Anais [...] Bauru, SP, 2003.

ZANETIC, J. Dos Principia da Mecânica aos Principia de Newton, Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. Especial, n. 5, 23-35, jun. 1988.

______. Notas de aula mimeografadas. 1994.

Publicado
2020-05-13
Métricas
  • Visualizações do Artigo 150
  • PDF downloads: 91
Como Citar
SANTOS, M. O. DOS; JOSÉ, W. D. ASTRONOMIA NO ENSINO FUNDAMENTAL POR MEIO DE TIRINHAS. Cenas Educacionais, v. 3, p. e8584, 13 maio 2020.
Seção
Dossiê Temático - Ensino de Ciências e Educação Matemática