Que histórias os memes podem nos contar? Pedagogias culturais e currículo

Autores

  • Clícia Tatiana Alberto Coelho Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2017.v2.n6.p615-628

Palavras-chave:

Memória, Histórias de vida

Resumo

Neste artigo abordamos as Pedagogias Culturais como possibilidades de materialização dos processos de aprendizagem que decorrem de concepções pós-críticas de currículo educativo. No texto, focamos a emergência do “meme” de internet, como um dispositivo capaz de acionar memórias e estimular a criação de narrativas abertas, que provocam outros olhares sobre o trânsito/fluxo entre imagens, cotidiano, pedagogias e currículo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clícia Tatiana Alberto Coelho, Universidade Federal de Goiás

Doutoranda em Arte e Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Docente do Departamento de Educação da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Referências

AGUIRRE, Imanol. Cultura visual, política da estética e educação emancipadora. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Educação da cultura visual: conceitos e contextos. Santa Maria, RS: Editora UFSM, 2011. p. 69-111.

ALVES, Nilda. Currículo, docência e escola. Revista Eletrônica Espaço do Currículo – Sessão especial, João Pessoa-PB, v. 1, n. 2, p. 07-10, mar. 2009. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rec/issue/view/439/showToc>. Acesso em: 19 jul. 2017.

______. Redes educativas “dentrofora” das escolas, exemplificadas pela formação de professores. In: DALBEN, Ângela et al. (Orgs.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 49-66.

APPLE, Michael W. Ideologia e currículo. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BERNSTEIN, Basil. Classes e pedagogia: visível e invisível. Cadernos de Pesquisa, n. 49, p. 36-42, mai. 1984.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, DF: MEC, 2012.

COSTA, Marisa Vorraber; SILVEIRA, Rosa Hessel; SOMMER, Luis Henrique. Estudos culturais, educação e pedagogia. Revista Brasileira de Educação, n. 23, p. 36-61, mai./jun./jul./ago. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n23/n23a03>. Acesso em: 20 jul. 2017.

DAWKINS, Richard. O gene egoísta [1976]. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

DIAS, Belidson. O cotidiano espetacular e a arte educação. In: MARTINS, Raimundo; MARTINS, Alice F. (Orgs.). Cultura visual e ensino de arte: concepções e práticas em diálogos. Pelotas, RS: Ed. UFPel, 2014. p. 43-59.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Quando as imagens tocam o real. Revista Pós, Escola de Belas Artes, Universidade Federal de Minas Gerais, v. 2, n. 4, p. 204-219, 2012. Disponível em: <https://www.eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/60/62>. Acesso em: 19 jul. 2017.

GOODSON, Ivor. Currículo, narrativa e o futuro social. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 35, p. 241-252, mai./ago. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n35/a05v1235.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2017.

MARTINS, Raimundo. Narrativas visuais: imagens, visualidades e experiência educativa. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arte da UnB, Brasília, v. 8, n. 1, p. 33-39, jan./jun. 2009.

MIRANDA, Fernando. FORA DE CONTROLE: acontecimentos e aprendizagens na cultura visual e na arte contemporânea. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Educação da cultura visual – aprender... pesquisar... ensinar... Santa Maria, RS: Editora UFSM, 2015. p. 147-164.

NASCIMENTO, Erinaldo. Singularidades da educação da cultura visual nos deslocamentos das imagens e das interpretações. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Educação da cultura visual: conceitos e contextos. Santa Maria, RS: Ed. da UFSM, 2011. p. 209-226.

NOGUERA-RAMÍREZ, Carlos Ernesto. O governamento pedagógico: da sociedade do ensino para a sociedade da aprendizagem. 2009. 266 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

OLIVEIRA, Murilo Delanhesi de.; TAKADA, Mário Yudi. A mercantilização do ensino superior. Colloquium Humanarum, v. 11, n. Especial, p. 721-728, jul./dez. 2014. Disponível em: <http://www.unoeste.br/site/enepe/2014/suplementos/area/Humanarum/Educa%C3%A7%C3%A3o/A%20MERCANTILIZA%C3%87%C3%83O%20DO%20ENSINO%20SUPERIOR.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2017.

PRADA, Juan Martín. La creatividad de la multitud conectada y el sentido del arte en el contexto de la Web 2.0. Estudios Visuales 5, Centro de Documentación y Estudios Avanzados de Arte Contemporáneo, Murcia, p. 66-79, ene. 2008. Disponível em: <http://estudiosvisuales.net/revista/pdf/num5/prada_20.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2017.

SANTIAGO, Silviano. Ora (direis) puxar conversa! Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Teoria cultural e educação: um vocabulário crítico. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

SHIFMAN, Limor. Memes in digital culture. Massachusetts: MIT Press, 2014.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Histórias de vida e formação de professores. In: BRASIL, Ministro da Educação; TV Escola/SEED/Salto para o Futuro. Histórias de vida e formação de professores, Boletim 1, p. 3-14, mar. 2007. Disponível em: <http://cdnbi.tvescola.org.br/resources/VMSResources/contents/document/publicationsSeries/104711Historias2.pdf>. Acesso em: 22 jul. 2017.

______ .; BALASSIANO, Ana Luiza G.; OLIVEIRA, Anne-Marie M. Apresentação. In: ______ . (Orgs.) Escrita de si, resistência e empoderamento. Curitiba: CRV, 2014. p. 13-23.

YÚDICE, George. A conveniência da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

COELHO, C. T. A. Que histórias os memes podem nos contar? Pedagogias culturais e currículo. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 615–628, 2017. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2017.v2.n6.p615-628. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/3895. Acesso em: 4 mar. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.