“Me Sinto na Obrigação de Fazer com que Homens Heteros Respeitem Homens que não Sejam Héteros”

masculinidades em disputa no ativismo estudantil

Autores

  • Leandro Teofilo de Brito Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2023.v32.n72.p70-81

Palavras-chave:

Masculinidades; Juventudes; Diferença; Ativismo; Escola

Resumo

Este artigo buscou discutir a participação política de jovens estudantes-ativistas que se identificavam com o gênero masculino nos grêmios e coletivos do Colégio Pedro II, instituto federal localizado no estado do Rio de Janeiro e reconhecido historicamente pelo seu forte ativismo estudantil. Para problematizar as enunciações sobre as masculinidades na pesquisa, são utilizadas as teorizações de Judith Butler, Sirma Bilge, Ernesto Laclau, Chantal Mouffe, entre outros, como também a noção de narrativas de Leonor Arfuch para operacionalizar entrevistas coletivas. Entre os resultados, se fez presente nas enunciações significações que apontavam para hegemonizações parciais e contingentes nas performatizações das masculinidades dos jovens estudantes-ativistas em suas experiências de participação política no colégio, interpretadas pelas úbiquas disputas de sentidos do masculino no social contemporâneo, sobretudo pelas afetações nas intersecções com as categorias raça e orientação sexual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

AZEVEDO, Mariana; MEDRADO, Benedito; LYRA, Jorge. Homens e o Movimento Feminista no Brasil: rastros em fragmentos de memória. Cadernos Pagu, Campinas, n. 54, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cpa/a/xdt6YwKxhCtkpskQHwBY3Qv/?lang=pt&format=html. Acesso em: 15 jun. 2023.

BILGE, Sirma. Panoramas recentes do feminismo na interseccionalidade. Escritas do Tempo, Marabá, v. 2, n. 6, p. 238-256, 2020. Disponível em: https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/escritasdotempo/article/view/1525 . Acesso em: 15 jun. 2023.

BILGE, Sirma. Smuggling intersectionality into the study of masculinity: some methodological challenges. FEMINIST RESEARCH METHODS: AN INTERNATIONAL CONFERENCE, 2009, Stockholm. Anais... Stockholm: 2009. Disponível em: https://www.academia.edu/235051/Smuggling_Intersectionality_into_the_Study_of_Masculinity_Some_Methodological_Challenges . Acesso em: 15 jun. 2023.

BROWN, Gavin. Pensando além da homonormatividade: explorações performativas de economias gays diversificadas. Revista latino-americana de Geografia e Gênero, Ponta Grossa, v. 4, n. 1, p. 125-138, 2013. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rlagg/article/view/4362. Acesso em: 15 jun. 2023.

BUTLER, Judith. Alianças queer e política anti-guerra. Bagoas-Estudos gays: gêneros e sexualidades, Natal, v. 11, n. 16, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/12530 . Acesso em: 15 jun. 2023.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Desfazendo gênero. São Paulo: Editora Unesp, 2021.

BUTLER, Judith. Discurso de ódio: uma política do performativo. São Paulo: Editora Unesp, 2021.

DERRIDA, Jacques. Limited inc. Campinas: Papirus, 1991.

hooks, bell. A gente é da hora: homens negros e masculinidade. São Paulo: Elefante, 2022.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantal. Hegemonia e estratégia socialista. São Paulo: Intermeios, 2015.

LEITE, Miriam Soares. Ativismo político e juventude: catracas na escola e na cidade para os jovens mais jovens. Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 26, n. 49, p. 169-185, 2017b. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4028/2548 . Acesso em: 15 jun. 2023.

LEITE, Miriam Soares. No “Colégio dos alunos, por alunos, para alunos”: feminismo e desconstrução em narrativas das ocupações. ETD: Educação Temática Digital, Campinas, v. 19, p. 23-47, jan./mar. 2017a. Disponível em:. Acesso em: 15 jun. 2023.

LEITE, Miriam Soares. Performatividade: inscrições, contextos, disseminações. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 9, n. 1, p. 141-165, 2014. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?pid=S1809- 3092014000100008&script=sci_abstract&tlng=pt . Acesso em: 15 jun. 2023.

POCAHY, Fernando. A idade um dispositivo. A geração como performativo. Provocações discursivo-desconstrucionistas sobre corpo-gênero-sexualidade. Revista Polis e Psique, Porto Alegre, v. 1, n. 3, p. 195, 2011. Disponível em: https://bit.ly/3CcqZlF . Acesso em: 15 jun. 2023.

SCHULTZ, Victor Brandão. Uniforme escolar e diversidade de gênero: uma política de inclusão. In: CARMO, Ana Carolina Rigoni (Org.). Colégio Pedro II 185 anos: diálogos contemporâneos. Rio de Janeiro: Imperial, 2023, p. 100-115.

Arquivos adicionais

Publicado

2023-11-17

Como Citar

TEOFILO DE BRITO, L. “Me Sinto na Obrigação de Fazer com que Homens Heteros Respeitem Homens que não Sejam Héteros”: masculinidades em disputa no ativismo estudantil . Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 32, n. 72, p. 70–81, 2023. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2023.v32.n72.p70-81. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/17704. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático 72