Os sentidos cambiantes em “O irmão alemão”, de Chico Buarque

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo apresentar uma leitura de abordagem crítica do romance O irmão alemão, de Chico Buarque, de modo a analisá-lo enquanto composição narrativa que articula uma forma de representação literária ambígua entre os seus referentes miméticos de uma realidade histórico-social e os seus índices de ficcionalização desse mesmo real a partir do relato de procura do narrador-protagonista por seu suposto irmão judeu desaparecido no contexto de uma Alemanha nazista. Nesse sentido, passamos ao exercício e detalhamento de análise propriamente dita do romance em questão, de modo a destacar a modulação cambiante na estrutura de seus sentidos, o que impede que a obra seja apreciada por meio de um único modelo de convenção de escrita literária. É justamente a relação tensionada entre os seus estratos de significação que permite níveis de interpretação e leitura para a decodificação do romance. Assim, entendemos que o universo dos fatos narrados não resulta o mais importante na articulação discursiva da obra. Pelo contrário, a experiência de interpretação, percepção sensível e imaginação da realidade histórica pela perspectiva de um narrador-protagonista é o que potencializa a expressão semântica e ficcional da narrativa presente em O irmão alemão, de Chico Buarque.

Palavras-chave: Literatura; Romance; Literatura brasileira; Literatura brasileira contemporânea; Chico Buarque.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Chaves, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Doutorando em Teoria da Literatura pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Bolsista CNPq. Autor da dissertação de mestrado “A experiência de narrar o desconhecido: o engenho da ficção no romance O irmão alemão, de Chico Buarque”.

Publicado
2020-12-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 15
  • PDF downloads: 19
Como Citar
Chaves, A. (2020). Os sentidos cambiantes em “O irmão alemão”, de Chico Buarque. Abatirá - Revista De Ciências Humanas E Linguagens, 1(2), 526 - 556. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/abatira/article/view/9643