MEMÓRIAS DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCAR)

Palavras-chave: Memórias, Educação de Jovens e Adultos, Universidade.

Resumo

Este estudo objetiva analisar, mediante as memórias de educadores, as concepções formativas presentes no Programa de Alfabetização de Funcionários (PAF) da UFSCar. O estudo tem nos direcionado a uma aproximação com o método materialista histórico, cujas análises se estruturam por entrevistas e estudos de documentos. Os resultados, ainda preliminares, apontam que o PAF se gestou numa concepção pedagógica específica para a EJA, oportunizando uma construção científica em íntima relação com a prática. Os educadores sinalizam o impacto da dimensão política na educação, tendo o respeito aos saberes dos educandos como esteio para a ação pedagógica. As memórias oportunizaram o entendimento do alcance do PAF para a reconfiguração da EJA no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luiza Ferreira Duques, Doutoranda em Memória: Linguagem e Sociedade pela UESB.

Mestra em Educação. Licenciada em Pedagogia. Integrante do Grupo de Pesquisa em História e Memória das ideias e experiências educativas contra-hegemônicas e do Grupo de Pesquisa em Gestão, Organização e Políticas Públicas em Educação.

Cláudio Eduardo Félix dos Santos, Professor no Programa de Pós-Graduação em Memória: linguagem e sociedade da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Doutor e Meste em Educação. Graduado em História. É Pesquisador do Museu Pedagógico: Grupo de Pesquisa Estudos marxistas em memória e história da educação e da cultura; e, do Grupo de Estudos Marxistas em Educação (UNESP). 

Referências

ALMEIDA, José Rubens Mascarenhas de. A ditadura brasileira e aluta de classes no campo da memória. Lutas Sociais, São Paulo, vol.18 n.32, p.50-63, jan./jun., 2014.

ARROYO, Miguel. A EJA em tempo de exclusão. Revista Alfabetização e Cidadania – Rede de Apoio à Ação Educadora do Brasil, n. 11, abr. 2001.

ARROYO, Miguel. Educação de Jovens e Adultos - um campo de direitos e de responsabilidade pública in: SOARES, L. et ali (orgs.) Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

ARROYO, Miguel. Formar educadoras e educadores de jovens e adultos. In: Seminário Nacional Sobre Formação do Educador de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

BEISIEGEL, Celso Rui. A política de educação de jovens e adultos analfabetos no Brasil. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade (Org.). Gestão Democrática da educação. Petrópolis, RJ: Vozes. 1997. p. 239-241.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 dez. 1996.

FAVERO, Osmar; SIQUEIRA, Elisa Motta de Souza. Educação Popular e Educação de Jovens e Adultos. Memória e História. In: RIBEIRO, Ana de Almeida (org.). Estudos e práticas em EJA: ampliando olhares. Rio de Janeiro: Caetés, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação. Editora Unesp, 2000.

GIOVANETTI, Maria Amélia. A formação de educadores de EJA. Diálogos na EJA. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

HADDAD, Sérgio. Promoção de programas de Alfabetização, Pós Alfabetização e Educação de Adultos com a Vinculação das Instituições de Ensino Superior no Brasil. São Paulo: Centro de Documentação e Informação (CEDI), 1989.

HADDAD, Sérgio.Por uma nova cultura de Educação de Jovens e Adultos, um balanço de experiências de poder local. Novos caminhos em Educação de Jovens e Adultos – EJA. São Paulo: Global, 2007.

HALBWACHS, Maurice. Los Marcos Sociales de La Memoria. Barcelona: Anthropos, 2004.

IRELAND, T. D. Educação de Jovens e Adultos e Extensão Universitária: Primos Pobres? 13º Congresso de Leitura do Brasil (COLE) - V Encontro de Jovens e Adultos Trabalhadores na Universidade Estadual de Campinas, julho 2001.

MARX, K. O capital. São Paulo, Abril Cultural, v.1, p. 81-257, 1980.

OLIVEIRA, Betty Antunes de. Implicações sociais inerentes ao uso dos procedimentos pedagógicos: um exemplo. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n.53, p.45-52, Maio, 1985.

RICOEUR, Paul. A Memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

Publicado
2020-05-10
Métricas
  • Visualizações do Artigo 244
  • ♪Áudio♪ downloads: 43
Como Citar
DUQUES, M. L. F.; SANTOS, C. E. F. DOS. MEMÓRIAS DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCAR). Cenas Educacionais, v. 3, p. e8361, 10 maio 2020.
Seção
Dossiê Temático