PRESSUPOSTOS PARA EDUCAÇÃO CORPORAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL NO BRASIL

Resumo

Este artigo busca analisar documentos relativos à educação infantil para verificar o que é dito sobre o corpo e como se norteia a educação corporal. Caracterizamos como documental e abordamos documentos legais da área. Os dados mostram a fragmentação do corpo apesar do discurso da totalidade. Portanto, os textos legais que analisamos não apresentam subsídios suficientes para uma educação corporal. Assim, é iminente um melhor encaminhamento dos documentos e a participação de profissionais de Educação Física na Educação Infantil por dispor de elementos essenciais no trato da cultura corporal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Porto Rego Junior, Professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - Brasil

Doutorando Ciências do Movimento Humano pela Universidade Metodista de Piracicaba. 

Rute Estanislava Tolocka, Docente no Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano da Universidade Metodista de Piracicaba - Brasil

Doutora em Educação Motora pela Universidade Estadual de Campinas. Coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Desenvolvimento Humano.

Referências

AYOUB. E. Reflexões sobre a educação física na educação infantil. Revista Paulista de Educação Física, supl.4, p.53-60, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Curricular Comum. http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf

______. Plano Nacional de Educação 2014-2024 [recurso eletrônico]: Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p. – (Série legislação; n. 125).

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, 2013.

______. Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Diário Oficial da União - Seção 1.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. EDUCAÇÃO INFANTIL: Subsídios para construção de uma sistemática de avaliação. Brasília: MEC, SEB, 2012.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2010b.

______. Ministério da Educação. Parecer CNE/CEB nº 20/2009. Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, 2009a.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Política de educação infantil no Brasil: Relatório de avaliação. Brasília: MEC, SEB; Unesco, 2009b.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Indicadores da Qualidade na Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2009c.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Política Nacional de Educação Infantil: pelo direito das crianças de zero a seis anos à educação. Brasília: MEC, SEB, 2006a.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros básicos de infra-estrutura para instituições de educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2006b.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros nacionais de qualidade para a educação infantil/Ministério da Educação. Brasília. DF. v.2; il. 2006c.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros nacionais de qualidade para a educação infantil/Ministério da Educação. Brasília. DF. v.1; il. 2006d.

______. Ministério da Educação. Integração das instituições de educação infantil ao sistema de ensino: um estudo de caso de cinco municípios que assumiram desafios e realizaram e conquistas. – Brasília MEC/SEF, 2002.

______. Lei n° 010172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências.

______. Plano nacional de educação. Brasília: Senado Federal, UNESCO, 2001. 186p.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, v.3 1998a.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, v.2 1998b.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, v.1 1998c.

______. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996.Lei no 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

CAMPOS, M. M. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília: MEC, SEB, 6ª ed. 2009.

FALCO, F.; KOK, M. G. P. A importância do espaço na educação infantil. Instituto Superior de Educação Vera Cruz. 2009. Disponível em: http://www.veracruz.edu.br/cevec_informa/06_2009/doc/monografia_fernanda_%2de_%20falco.pdf>

GATTI, B. A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Sociedade, Campinas. V.31. n. 113, p. 1355-1379, 2010.

GONÇALVES, M. A. S. Sentir, Pensar, Agir: corporeidade e educação. 4ª edição - Campinas - SP: Papirus, 1994.

KISHIMOTO, T. M. Brinquedos e materiais pedagógicos nas escolas infantis. In: Educação e Pesquisa. Revista da Faculdade de Educação da USP, São Paulo. v.27, n.2, jul. dez. 2001. p.229-265.

KRAMER S.; NUNES, M. F. R.; CORSINO, P. Infância e crianças de 6 anos: desafios das transições na Educação Infantil e no Ensino Fundamental. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.37, n.1, 220p. 69-85, jan./abr. 2011.

MAUÉS, O. C. Reformas internacionais da educação e formação de professores. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.118, p.89-117, mar. 2003.

OLIVEIRA, N. R. C. O ESPAÇO DO “CORPO” NA EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA. Conexões, v. 6, n. 1, 2008, p. 1-13. Disponível em http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/viewFile/207/163

ORLANDI, E. P. Análise do discurso: princípios e procedimentos. 10ª Edição. Campinas – SP – Pontes 2012.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v.14, n 40, p. 143-155, 2009.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho científico. 23.ed rev. e atual. – São Paulo, Cortez, 2007.

VAZ, C. A. F.; TAVARES, H. M. A importância da Linguagem Corporal na Educação Infantil. Revista da Católica, v. 2, n. 4, s.p., 2010. Disponível em: http://www.catolicaonline.com.br/revistadacatolica/artigosn4v2/17pedagogia.pdf

Publicado
2019-12-31
Métricas
  • Visualizações do Artigo 464
  • ♪Áudio♪ downloads: 8
Como Citar
Rego Junior, W. P., & Tolocka, R. E. (2019). PRESSUPOSTOS PARA EDUCAÇÃO CORPORAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL NO BRASIL. Cenas Educacionais, 2(2), 112-133. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/8023
Seção
Dossiê Temático