ENSINO E APRENDIZAGEM NAS PERSPECTIVAS DE VYGOTSKY E BAKHTIN

Palavras-chave: Linguagem, sujeito, alteridade, interação, aprendizagem

Resumo

No contexto de Estudos de Linguagens, este artigo busca compreender alguns conceitos básicos das teorias de Bakhtin e Vygotsky, no eixo que eles têm em comum e nos princípios aplicáveis ao contexto de ensino e aprendizagem. O texto tem o desafio de tentar extrair de algumas de suas obras e de seus seguidores aspectos fundamentais, levando-se em conta a constatação de que o binômio ensino-aprendizagem é um processo dialético que começa antes da vida escolar e continua depois na vida profissional de qualquer indivíduo. Devido à extensão e complexidade de suas teorias, escolhemos quatro conceitos que, ao nosso ver, têm forte relação com educação: linguagem, sujeito, alteridade e interação. A partir de uma abordagem do pensamento e da linguagem, esses dois autores mostram novas dimensões e perspectivas ao processo de aprendizado e de desenvolvimento. Esses conceitos são ainda muito atuais, dando sustentação teórica às principais práticas escolares e às atividades propostas nos livros didáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cinara Guimarães Vieira, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - Brasil

Graduada em Psicologia.

José Teófilo de Carvalho, Doutorando em Estudos de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - Brasil

Mestre em Educação Tecnológica. Integrante do grupo de pesquisa Materiais e Recursos Didáticos.

Referências

BAKHTIN, Mikhail M. (V.N. Volochinov) Marxismo e Filosofia da Linguagem - Problemas fundamentais do Método Sociológico na Ciência da Linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 6ª ed. São Paulo: Hucitec, 1992.

__________. Estética da Criação Verbal .2a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília :MEC/SEF, 1998.

___________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192, 2018. Acesso em 11/06/2019.

FREITAS, M. T. de A. Bakhtin e a psicologia. In: FARACO, C. A., TEZZA, Cristóvão, CASTRO, Gilberto de (orgs.). Diálogos com Bakhtin. Curitiba: Ed. UFPR, 1996, p.165-187.

__________. Linguagem, consciência e vida humana no pensamento de Bakhtin e Vygotsky. In: FREITAS, M. T. A. e SILVA RAMOS, B. S. (orgs). Bakhtin Partilhado. Curitiba: CRV, 2017, p. 13-28.

GUY, G. R. e ZILLES, A. M. S. O ensino da língua materna: uma perspectiva sociolinguística. In: Caleidoscópio, v. 4, n. 1, p. 39-50, jan/abr, 2006.

HALLIDAY, M. A. K. and MATTTHIESSEN, M. I. M. Introduction to Functional Grammar. 3th edition. London: Arnold, 2004.

KRESS, Gunther. A social-semiotic theory of multimodality. In.: KRESS, G. Multimodality: a social semiotic approach to contemporary communication. New York, London: Routledge, 2010, pp. 54-78.

MORTIMER, E. Fleury. Linguagem e formação de conceitos no ensino de ciências. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2000.

PARREIRAS, V. e OLIVEIRA, M. E. Formação ao longo da vida (FLV) na docência: perspectivas e interesses do professor rumo à consolidação de competências profissionais. In: REVES - Revista Relações Sociais, vol. 01 n.02, 2018, p. 284 a 296.

PIMENTA, Sônia M. O. A Semiótica Social e a Semiótica do Discurso de Kress. In.: MAGALHÂES, C. Reflexões sobre a Análise Crítica do Discurso. Belo Horizonte: FALE / POSLIN / UFMG, 2001, pp. 185-206.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

ROJO, R. e BARBOSA, J. P. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. SP: Parábola Editorial, 2015.

VAN LEEUWEN, T. Discourse In.: VAN LEEUWEN, Theo. Introducing Social Semiotics. London / New York: Routledge, 2005, p. 93-116.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores / L. S. Vigotski. COLE, Michel et al. (Org.). Tradução José Cipolla Neto, Luiz Silveira Menna Barreto, Solange Castro Afeche. 6ª ed., São Paulo: Martins Fontes, 1998a.

_________. Pensamento e Linguagem; tradução: Jefferson Luiz Camargo; revisão técnica: José Cipolla Neto, - 2ª ed. – São Paulo: Martins Fontes, 1998b.

VIGOSKI, L. S., LURIA, A. R. e LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Trad. Maria da Pena Villalobos. 16ª ed., São Paulo: Ícone, 2018.

Publicado
2020-11-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 1111
  • ♪Áudio♪ downloads: 11
Como Citar
Vieira, C. G., & Carvalho, J. T. de. (2020). ENSINO E APRENDIZAGEM NAS PERSPECTIVAS DE VYGOTSKY E BAKHTIN. Cenas Educacionais, 3, e7398. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/7398
Seção
Dossiê Temático