Corpo cultural - arquétipos performáticos a partir do transe em comunidade afro-baiana

Alessandro Malpasso, Cecília Conceição Moreira Soares, Maria de Fatima Hanaque Campos

Resumo


Objetivo deste artigo foi interpretar o corpo cultural a partir dos arquétipos performáticos durante o transe em comunidade afro-baiana. Enfatizam-se os valores da gestualidade do corpo segundo uma visão simbólica, durante a manifestação do transe religioso em uma cerimônia do Xirê no Candomblé em Salvador-Bahia-Brasil. Este artigo deriva de pesquisa realizada entre 2014-2017 e que vem evoluindo em estudos sobre a simbolização do corpo em manifestações/práxis holísticas. Foram consultadas fontes bibliográficas para conceituação de expressões próprias do Candomblé e que refletissem sobre o corpo e transe. Em seguida, foram selecionados processos de transformações perfomáticas nos corpos dos religiosos, através do que se denomina de processo criativo. Este começou a partir da captura das imagens e análise gestual apresentado nos resultados que consistem em uma tradução figurativa dos transes observados durante a pesquisa de campo, enfatizando assim os arquétipos performáticos, para que sirva como instrumento criador para a transposição e a difusão do conhecimento.    


Palavras-chave


Corpo; Transe; Performance; Candomblé; Xirê.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35499/tl.v13i2.7424

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: PROPEP – Programa Interno de Apoio a Editoração e Publicação de Periódicos Científicos da UNEB.

DOI: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis Períodicos CAPESA4

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.