FATORES DE RISCO PARA OCORRÊNCIA DE DELIRIUM EM PACIENTES CRÍTICOS: CONCEPÇÃO DAS ENFERMEIRAS

Palavras-chave: Delirium, Cuidados Críticos, Unidades de Terapia Intensiva, Cuidados de Enfermagem

Resumo

Introdução: o delirium é uma disfunção cerebral aguda frequentemente observada em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), caracterizado por alterações transitórias e flutuantes da consciência e cognição. Objetivo: compreender as concepções das enfermeiras sobre o conhecimento dos fatores de risco que desencadeiam o delirium em pacientes internados em UTI. Método: trata-se de um estudo do tipo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, realizado em 5 UTIs de um hospital público de grande porte, do estado da Bahia. Entrevistaram-se 18 enfermeiras. Trataram-se os dados conforme a análise de conteúdo temática de Bardin. Resultados: os fatores de risco para a ocorrência de delirium na UTI conforme concepções das enfermeiras foram representados pelas seguintes categorias: Intervenções terapêuticas que propiciam o delirium; Fatores ambientais envolvendo o delirium em unidade de terapia intensiva; Idade: uma importante condição que pode levar ao delirium. Conclusão: a compreensão das enfermeiras sobre os fatores de risco para o desenvolvimento do delirium é de fundamental importância para o planejamento e implementação de uma assistência qualificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoela Lima Maciel, Mestranda em Enfermagem e Saúde pela Universidade Federal da Bahia - Brasil

Residência em Enfermagem em Terapia Intensiva do Hospital Geral Roberto Santos. Enfermeira no Hospital Geral Roberto Santos. Integrante do grupo de pesquisa Interdisciplinar sobre o Cuidado à Saúde Cardiovascular

Carina Marinho Picanço, Coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde do Hospital Geral Professor Roberto Santos - Brasil

Mestra em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Geral Professor Roberto Santos. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Administração do Serviços de Enfermagem.

Aline Brandão Lima, Enfermeira do Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital Geral Roberto Santos - Brasil

Mestra em Enfermagem pela Universidade Estadual de Feira de Santana. Integrante do Grupo de Pesquisa em Enfermagem e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Ética/Bioética e Exercício de Enfermagem.

Ana Claudia Fonseca de Souza, Enfermeira no Hospital Geral Roberto Santos - Brasil

Especialista em Segurança do paciente e qualidade em serviços de saúde pela Faculdade Unyleya.

Mariana Figueredo de Araújo Freitas, Enfermeira intensivista no Hospital Unimed de Feira de Santana - Brasil

Residência em Enfermagem em Terapia Intensiva pelo Hospital Geral Roberto Santos.

Francismeuda Lima de Almeida, Enfermeira no Hospital Universitário Professor Edgar Santos - Brasil

Mestra em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Preceptora de residência no Hospital Geral Roberto Santos.

Ylara Idalina Silva de Assis, Enfermeira na Fundação Estatal Saúde da Família e enfermeira e na Secretaria Estadual de Saúde da Bahia - Brasil

Especialista em Saúde do Trabalhador pela Universidade Gama Filho.

Referências

Faria RSB, Moreno RP. Delirium na unidade de cuidados intensivos: uma realidade subdiagnosticada. Rev. bras. ter. intensiva. 2013;25(2):137-47. DOI: https://doi.org/10.5935/0103-507X.20130025

Mori S, Takeda JRT, Carrara FSA, Cohrs CR, Zanei SSV, Whitaker IY. Incidência e fatores relacionados ao delirium em unidade de terapia intensiva. Rev. esc. enferm. USP. 2016;50(4):587-93. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000500007

Capone Neto A, Dalfior LJ. Delirium: fatores de risco. In: Flôres DG, Capone Neto A. Delirium no paciente grave. São Paulo: Atheneu: 2013. 23(18): 250p. (CMIB – Clínicas de Medicina Intensiva Brasileira).

Mesa P, Previgliano IJ, Altez S, Favretto S, Orellano M, Lecor C et al. Delirium em uma unidade de terapia intensiva latino-americana. Estudo prospectivo em coorte em pacientes em ventilação mecânica. Rev. bras. ter. intensiva. 2017;29(3):337-45. DOI: https://doi.org/10.5935/0103-507X.20170058

Bastos AS, Beccaria LM, Silva DC, Barbosa TP. Prevalência de delirium em pacientes de terapia intensiva e associação com sedoanalgesia, gravidade e mortalidade. Rev Gaúcha Enferm. 2020;41:e20190068. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2020.20190068

Faustino TN, Pedreira LC, Freitas YS, Silva RMO, Amaral JB. Prevenção e monitorização no idoso: uma intervenção educativa. Revista Brasileira de Enfermagem - REBEn. 2016;69(4):725-32. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167.2016690416i

Souza RCS, Bersaneti MDR, Siqueira EMP, Meira L, Brumatti DL, Prado NRO. Capacitação de enfermeiros na utilização de um instrumento de avaliação de delirium. Rev. Gaúcha Enferm. 2017;38(1):e64484. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2017.01.64484

Faustino TN, Pedreira CL, Rosana MOS, Freitas SY. Conhecimentos e práticas da equipe de enfermagem para prevenção e monitorização do delirium em idosos. Rev baiana enferm. 2016;30(3):1-10. DOI: https://doi.org/10.18471/rbe.v30i3.15794

Bardin L. Análise de conteúdo. 4th ed. Lisboa: edições 70; 2010.

Salluh JIF, Wang H, Schneider EB, Nagaraja N, Yenokyan G, Damluji A et al. Outcome of delirium in critically ill patients: systematic review and meta-analysis. BMJ. 2015;350: h2538. DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.h2538

Jeon K, Jeong BH, Ko MG, Nam J, Yoo H, Chung CR et al. Impact of delirium on weaning from mechanical ventilation in medical patients. Respirology. 2016;21(2):313-320. DOI: https://doi.org/10.1111/resp.12673

Ribeiro SCL, Nascimento ERP, Lazzari DD, Jung W, Boes AA, Bertoncello KC. Conhecimento de enfermeiros sobre delirium no paciente crítico: discurso do sujeito coletivo. Texto contexto – enferm. 2015;24(2):513-20. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072015001702014

Patel J, Baldwin J, Bunting P, Laha S. The effect of a multicomponent multidisciplinary bundle of interventions on sleep and delirium in medical and surgical intensive care patients. Anaesthesia. 2014;69:540-49. DOI: https://doi.org/10.1111/anae.12638

Pisani MA, Friese RS, Gehlbach BK, Schwab RJ, Weinhouse GL, Jones SF. Sleep in the intensive care unit. Am J Respir Crit Care Med. 2015;191(7):731-738. DOI: https://doi.org/10.1164/rccm.201411-2099CI

Pitrowsky MT, Shinotsuka CR, Soares M, Lima MASD, Salluh JIF. Importância da monitorização do delirium na unidade de terapia intensiva. Rev. bras. ter. intensiva. 2010;22(3):274-79. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-507X2010000300010

Silva MHO, Camerini FG, Henrique DM, Almeida LF, Franco AS, Pereira SRM. Delirium na terapia intensiva: fatores predisponentes e prevenção de eventos adversos. Rev baiana enferm. 2018;32:e26031. DOI: https://doi.org/10.18471/rbe.v32.26031

Van Rompaey B, Elseviers MM, Schuurmans MJ, Shortridge-Baggett LM, Truijen S, Bossaert L. Risk factors for delirium in intensive care patients: a prospective cohort study. Critical care. 2009;13(3):R77. DOI: https://doi.org/10.1186/cc7892

Souza RA, Santos LSC, Deveras AMLO. Conhecimento do enfermeiro sobre delirium em unidades de terapia intensiva adulto. Brazilian Journal of Health Review. 2019;2(4):2662-76. DOI: http://dx.doi.org/10.34119/bjhrv2n4-038

Lin WL, Chen YF, Wang J. Factors associated with the development of delirium in elderly patients in intensive care units. The Journal of Nursing Research. 2015;23(4):322-28. DOI: 10.1097/JNR.0000000000000082

Bastos AS, Beccaria LM, Silva DC, Barbosa TP. Identificação de delirium e delirium subsindromático em pacientes de terapia intensiva. Rev Bras Enferm. 2019;72(2):484-88. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0240

Publicado
2022-01-08
Métricas
  • Visualizações do Artigo 138
  • PDF (English) downloads: 14
Como Citar
Maciel, M. L., Picanço, C. M., Lima, A. B., de Souza, A. C. F., Freitas, M. F. de A., de Almeida, F. L., & de Assis, Y. I. S. (2022). FATORES DE RISCO PARA OCORRÊNCIA DE DELIRIUM EM PACIENTES CRÍTICOS: CONCEPÇÃO DAS ENFERMEIRAS. Práticas E Cuidado: Revista De Saúde Coletiva, 2, e13160. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/saudecoletiva/article/view/13160
Seção
Dossiê Temático PESQUISA EM SERVIÇO: PRODUÇÕES NOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM SA