REDUÇÃO DE DANOS E SAÚDE MENTAL: O TRABALHO COM A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19

Palavras-chave: População em Situação de Rua, Residência Multiprofissional em Saúde, Redução de Danos, COVID-19, Saúde Mental

Resumo

Objetivo: Discutir a experiência de dois residentes em saúde mental no campo da Redução de Danos (RD). Método: Trata-se de um estudo descritivo, na forma de relato de experiência, a partir da atuação de uma enfermeira e um psicólogo residentes da UNEB, no mês de agosto de 2020, na equipe de Extensão e na Unidade de Apoio na Rua do Programa Corra para o Abraço. As sínteses aqui compartilhadas foram produzidas coletivamente em momentos de orientação (tutorias) e sistematizadas no espaço de avaliação final do estágio opcional e na reunião de devolutiva do trabalho das residentes com a equipe do programa. Resultados: Destaca-se na experiência a ampliação da noção de cuidado integral, a partir da reflexão sobre a relação entre vulnerabilidades sociais e saúde mental e o amadurecimento do olhar a respeito da população em situação de rua, reconhecendo o modo como vivem. Realizou-se também oficinas psicossociais voltadas ao contexto da pandemia de COVID-19, no diálogo constante com o campo da RD, além do acompanhamento de ações de articulação em rede com distintos setores (justiça, educação, saúde, assistência social). Conclusão: A experiência relatada contribuiu no percurso formativo dos residentes no âmbito da rede de atenção psicossocial, oferecendo condições para um amadurecimento profissional no campo da RD. Possibilitou ainda a reflexão sobre as novas tecnologias de cuidado desenvolvidas no seio da Reforma Psiquiátrica, desconstruindo idealizações e contextualizando a realidade de projetos de sociedade, na garantia das condições de cidadania da população e do direito à saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Batista de Brito Braga Alves, Mestrando em Psicologia da Universidade Federal da Bahia - Brasil

Residência Multiprofissional em Saúde pela Universidade do Estado da Bahia.

Isabelle de Araújo Brandão, Residência em Saúde Mental pela Universidade do Estado da Bahia - Brasil

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia.

Paula Sousa Caldas, Psicóloga do Programa Corra pro Abraço - Brasil

Mestra em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado da Bahia.

Iago Lôbo Siqueira Rodrigues, Mestrando em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia - Brasil

Especialista em Psicoterapia Clínica Analítica pelo Instituto Junguiano da Bahia. Membro do Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Saúde Mental

Sandra Assis Brasil, Coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde e Professora no Mestrado Profissional em Saúde Coletiva da Universidade do Estado da Bahia - Brasil

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia. 

Referências

Agência Brasil. Organização Mundial da Saúde declara pandemia de coronavírus: Atualmente, ao menos 115 países têm casos da doença. Publicado em 11/03/2020, Brasília. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-03/organizacao-mundial-da-saude-declara-pandemia-de-coronavirus.

Calmon TVL. As condições objetivas para o enfrentamento ao COVID-19: abismo social brasileiro, o racismo, e as perspectivas de desenvolvimento social como determinantes. Revista NAU Social - v.11, n.20, p. 131–136, Maio/Out 2020. Disponível em: https://doi.org/10.9771/ns.v11i20.36543

Natividade MS, Bernardes K, Pereira M, Miranda SS, Bertoldo J, Teixeira MG, et al. Distanciamento social e condições de vida na pandemia COVID-19 em Salvador-Bahia, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva [online]. v. 25, n. 9, pp. 3385-3392. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.22142020.

Oliveira RG, Cunha AP, Gadelha AGS, Carpio CG, Oliveira RB, Corrêa RM. Desigualdades raciais e a morte como horizonte: considerações sobre a COVID-19 e o racismo estrutural. Cadernos de Saúde Pública [online]. v. 36, n. 9, e00150120. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-311X00150120.

Santos MPA, Nery JS, Goes EF, Silva A, Santos ABS, Batista LE, et al. População negra e Covid-19: reflexões sobre racismo e saúde. Estud. Av. São Paulo, v.34, n.99, p.225-244, Aug. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2020.3499.014

Brasil. Presidência da República, Casa Civil. Decreto Nº 7053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 24 dez 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d7053.htm

Carvalho MAC, Santana JP, Vezedek L. Cartografias dos Desejos e Direitos: Mapeamento e Contagem da População em Situação de Rua na Cidade de Salvador, Bahia, Brasil. Sumário Executivo da Pesquisa. Projeto Axé, Salvador, Abril de 2017. Disponível em: http://www.projetoaxe.org/brasil/salvador-tera-novo-censo-da-populacao-de-rua/.

Governo do Estado da Bahia. Justiça Social. Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social. Corra Pro Abraço. s.d. Disponível em: http://www.justicasocial.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=60

Araújo ET, Saad L. Outros caminhos são possíveis: Corra pro Abraço: ação pública de redução de riscos e danos para populações vulneráveis. Salvador: Comunidade Cidadania e Vida, 2019. 156 p. Disponível em: https://corraproabraco.files.wordpress.com/2020/07/livro-corra-pro-abrac3a7o-outros-caminhos-sc3a3o-possc3adveis-publicac3a7c3a3o-digital2020.pdf

Silva TD, Natalino M, Pinheiro MB. População em situação de rua em tempos de pandemia: um levantamento de medidas municipais emergenciais. Diretoria de Estudos e Políticas do Estado das Instituições e da Democracia. Diretoria de Estudos e Políticas Sociais. IPEA, Brasília, n. 74, 2020. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/nota_tecnica/200610_nt_74_diset.pdf

ASCOM. Secretaria Municipal de Saúde. Prefeitura de Salvador. Consultórios de Rua vão levar atendimento médico aos mais vulneráveis ao coronavírus. 16 de abril de 2020. Disponível em: http://www.saude.salvador.ba.gov.br/consultorios-de-rua-vao-levar-atendimento-medico-aos-mais-vulneraveis-ao-coronavirus/

Reis AMB. Plantando Axé: uma proposta pedagógica. 2ª edição, Editora Cortez, 06 de março de 2007, p. 246.

Siqueira E. Projeto do ISC já distribuiu mais 8 mil kits para pessoas em situação de rua. Site do Instituto de Saúde Coletiva, Salvador, 16 jul. 2020. Disponível em: http://www.isc.ufba.br/projeto-do-isc-ufba-ja-distribuiu-mais-8-mil-kits-para-pessoas-em-situacao-de-rua/

Silva SS, Skalinski LM, Calmon TVL, Araújo GS, Nery JS. Coletivo Nós nas Ruas e Programa Corra pro Abraço: ações para o enfrentamento da Covid-19 em Salvador, BA, Brasil. Interface - Comunicação, Saúde, Educação [online]. 2021, v. 25, suppl 1, e200690. Disponível em: https://doi.org/10.1590/interface.200690

Palombini, AL. Planejamento e Gestão Coletiva do Trabalho no CAPS: Uma experiência de supervisão. XIV Encontro Nacional da ABRAPSO, 2007. Disponível em: http://www.abrapso.org.br/siteprincipal/anexos/AnaisXIVENA/conteudo/pdf/trab_completo_313.pdf

Buss PM, Pellegrini Filho A. A saúde e seus determinantes sociais. Physis 2007; 17(1):77-93. https://doi.org/10.1590/S0103-73312007000100006

Lancetti A. Clinica peripatética. Série Políticas do desejo, Editora Hucitec, 2008.

Petuco DRS, Medeiros RG. Redução de danos: dispositivo da reforma? Boletim Drogas e Violência no Campo, mar 2009. Disponível em: http://www.koinonia.org.br/bdv/detalhes.asp?cod_artigo=340&cod_boletim=31

Borges J. Encarceramento em massa. São Paulo: Pólen; 2019

Afonso MLM. Oficinas em Dinâmica de Grupo: um método de intervenção psicossocial. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2006.

https://www.instagram.com/residencia_aue/

Organização Pan-Americana da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Manual para observadores: estratégia multimodal da OMS para a melhoria da higienização das mãos. / Organização Mundial da Saúde; tradução de Sátia Marine – Brasília:, 2008. 58 p. Disponível em: https://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/higienizacao_oms/manual_para_observadores-miolo.pdf

Brasil. Ministério da Saúde/Anvisa/FioCruz. Anexo 01: Protocolo para a Prática de Higiene das Mãos em Serviços de Saúde. Protocolo integrante do Programa Nacional de Segurança do Paciente. 09 de jul de 2013. Disponível em: https://www.hospitalsantalucinda.com.br/downloads/prot_higiene_das_maos.pdf

NYC Health Department. Safer Sex and COVID-19. Publicado em 13 out 2021. Disponível em: https://www1.nyc.gov/assets/doh/downloads/pdf/imm/covid-sex-guidance.pdf

Publicado
2021-12-15
Métricas
  • Visualizações do Artigo 468
  • PDF downloads: 258
Como Citar
Alves, J. B. de B. B., Brandão, I. de A., Caldas, P. S., Rodrigues, I. L. S., & Brasil, S. A. (2021). REDUÇÃO DE DANOS E SAÚDE MENTAL: O TRABALHO COM A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19. Práticas E Cuidado: Revista De Saúde Coletiva, 2, e13156. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/saudecoletiva/article/view/13156
Seção
Dossiê Temático PESQUISA EM SERVIÇO: PRODUÇÕES NOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM SA