PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA VIGILÂNCIA EM SAÚDE E ATENÇÃO BÁSICA

Palavras-chave: Participação Social, Vigilância em Saúde, Atenção Primária à Saúde, Profissionais de Saúde

Resumo

Objetivo: Identificar a percepção de trabalhadores, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na Atenção Primária a Saúde (APS) sobre a interface entre os espaços de participação social (PS) e a vigilância em saúde (VS). Método: Estudo qualitativo, de caráter exploratório e descritivo. A coleta de dados ocorreu mediante entrevistas orais e individuais, com a participação de 33 pessoas, entre profissionais de saúde (25) gerentes (3) e usuários (5), vinculados a 5 Unidades de Saúde da Família (USF), do Distrito Sanitário II de João Pessoa-PB, no período de dezembro de 2018 a fevereiro de 2019. As entrevistas foram analisadas com os fundamentos da análise de conteúdo. Resultados: Três dimensões sobre a interface entre PS e VS emergiram: I) Ações educativas, sociais e de conscientização, na perspectiva da promoção e da prevenção da saúde;  II) Promoção de uma atitude fiscalizadora da população em relação à implementação das políticas públicas em saúde e à realidade comunitária; III) Negação ou desconhecimento sobre a interface  entre PS e VS.  Conclusão: No contexto estudado, há percepções que reconhecem o papel e as potencialidades da PS na construção das ações de VS, na perspectiva da promoção de ações cidadãs nas USF. Contudo, pôde-se denotar visões que não correlacionam PS e VS na APS, tampouco enxergando perspectivas e desdobramentos de sua interface. Faz-se necessário ampliar estudos sobre VS na APS tecida de modo articulado com a PS e abordagens que potencializem estratégias locais de desvelamento do cuidado integral nos serviços e nos territórios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro José Santos Carneiro Cruz , Professor no Programa de Pós-Graduação em Educação e no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal da Paraíba - Brasil

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Líder do Grupo de Pesquisa em Extensão Popular.

Referências

Sousa Coelho J, José Hemetério Andrade R. Construindo a Participação Social no SUS: um constante repensar em busca de equidade e transformação 1 Building Social Participation on the Brazilian Health System: a constant rethinking that seeks fairness and transformation Resumo. Vol. 21, Saúde e Sociedade. Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública.; 2012.

De Amorim Busana J, Teresinha I, Buss Heidemann S, Lenita Á, Wendhausen P. Participação popular em um conselho local de saúde: limites e potencialidades popular participation in a local health council: limits and potentials. Texto contexto - enferm. 2015;24(2):442–51.

Oliveira DM de, Deus NCP de, Caçador BS, Silva ÉAE, Garcia PPC, Jesus MCP de, et al. Nurses’ knowledge and practice on social participation in health. Rev Bras Enferm. 2016 Jun;69(3):421–7.

Heidemann ITSB. A promoção da saúde e a concepção dialógica de Freire: possibilidades de sua inserção e limites no processo de trabalho das equipes de saúde da família. [Ribeirão Preto]: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade de São Paulo; 2006.

Sevalho G. Apontamentos críticos para o: Desenvolvimento da vigilância civil da saúde. Physis. 2016 Apr;26(2):611–32.

Franco Netto G, Villardi JWR, Machado JMH, De Souza MDS, Brito IF, Santorum JA, et al. Vigilância em saúde brasileira: Reflexões e contribuição ao debate da 1a conferência nacional de vigilância em saúde. Cienc e Saude Coletiva. 2017 Oct;22(10):3137–48.

Oliveira AMC, Dallari SG. Vigilância Sanitária, Participação Social e Cidadania. Saude e Soc. 2011 Jul;20(3):617–24.

Carneiro FF, Pessoa VM. Iniciativas de organização comunitária e Covid-19: esboços para uma vigilância popular da saúde e do ambiente. Trab Educ e Saúde. 2020;18(3):1981–7746.

A Mattos CR, Araujo de Mattos R. A integralidade na prática (ou sobre a prática da integralidade). Cad Saude Publica [Internet]. 2004 [cited 2021 Nov 15];20(5):1411–6. Available from: http://www.scielo.br/j/csp/a/4fSwnHx3nWnW49Tzq8KZLKj/?lang=pt

Prado NM de BL, Biscarde DGDS, Pinto Junior EP, Dos Santos HLPC, Mota SE de C, de Menezes ELC, et al. Ações de vigilância à saúde integradas à Atenção Primária à Saúde diante da pandemia da COVID-19: contribuições para o debate. Cien Saude Colet [Internet]. 2021 Jul 2 [cited 2021 Nov 15];26(7):2843–57. Available from: http://www.scielo.br/j/csc/a/z5WSwQfqN6348KfWcnS34pL/abstract/?lang=pt

Machado JMH, Martins W de J, Souza M do S de, Fenner ALD, Silveira M, Machado A de A. Territórios saudáveis e sustentáveis: contribuição para saúde coletiva, desenvolvimento sustentável e governança territorial. Comun em Ciências da Saúde [Internet]. 2017 Jun 28 [cited 2021 Nov 15];28(02):243–9. Available from: http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/245

Minayo M. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13a. São Paulo: Hucitec, C de Souza; 2013.

Mozzato AR, Grzybovski D. Análise de conteúdo como técnica de análise de dados qualitativos no campo da administração: potencial e desafios. Rev Adm Contemp. 2011 Aug;15(4):731–47.

BRASIL. Resolução no 466, de 12 de dezembro de 2012. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 13 jun. 2013. 2012.

Heidemann ITSB, Wosny A de M, Boehs AE. Promoção da saúde na atenção básica: Estudo baseado no método de paulo freire. Cienc e Saude Coletiva. 2014;19(8):3553–9.

Brutscher VJ, Cruz PJSC. Participação social na perspectiva da educação popular: suas especificidades e potencialidades na Atenção Primária à Saúde / Social participation from the perspective. Cad CIMEAC. 2020 Jul;10(1):126.

Campos DS, Turci MA, de Melo EM, Guerra V de A, Nascimento CGM, Moreira CA, et al. Construção participativa da Política estadual de promoção de Saúde: Caso de Minas Gerais, Brasil. Cienc e Saude Coletiva. 2017 Dec;22(12):3955–63.

Neta ISS, Medeiros MS de, Gonçalves MJF. Vigilância da saúde orientada às condições de vida da população: uma revisão integrativa da literatura. Saúde em Debate. 2018 Jan;42(116):307–17.

Bezerra ACV, Bitoun J. Metodologia participativa como instrumento para a territorialização das ações da vigilância em saúde ambiental. Cienc e Saude Coletiva. 2017 Oct;22(10):3259–68.

.Oliveira AMC, Dallari SG. Análise dos fatores que influenciam e condicionam a participação social na Atenção Primária à Saúde. Saúde em Debate. 2017 Sep;41(spe3):202–13.

Brasil, Saúde M da. Guia de Vigilância em Saúde: volume único. 2010.

Mafra GM, Vianna KM de P. Speech-language therapy to elderly patients in a health care network in Florianópolis: a health surveillance initiative. CoDAS. 2017 Nov;29(5):e20160226.

Vitorino SAS, Cruz MM Da, Barros DC De. Validação do modelo lógico teórico da vigilância alimentar e nutricional na atenção primária em saúde. Cad Saude Publica. 2017;33(12).

de Sousa IV, Brasil CCP, da Silva RM, e Vasconcelos DP, Silva KA, Bezerra IN, et al. Diagnóstico participativo para identificação de problemas de saúde em comunidade em situação de vulnerabilidade social. Cienc e Saude Coletiva. 2017 Dec;22(12):3945–54.

Oliveira AMC, Dallari SG. Participação social no contexto da Atenção Primária em Saúde: Um estudo de caso das Comissões Locais de Saúde do SUS de Belo Horizonte. Physis. 2015 Oct;25(4):1059–78.

Gonçalves RP, Lima EC de, Lima JW de O, Silva MGC da, Caprara A. Contribuições recentes sobre conhecimentos, atitudes e práticas da população brasileira acerca da dengue. Saúde e Soc. 2015 Jun;24(2):578–93.

Daldon MTB, Lancman S. Vigilância em Saúde do Trabalhador: rumos e incertezas. Rev Bras Saúde Ocup. 2013 Jun;38(127):92–106.

Souza KR de, Bonfatti RJ, Santos MBM dos. Participação social, vigilância em saúde do trabalhador e serviço público. Trab Educ e Saúde. 2015 Aug;13(2):261–82.

Arreaza ALV, de Moraes JC. Health surveillance: Foundations, interfaces and tendencies. Cienc e Saude Coletiva. 2010;15(4):2215–28.

Chaves L, Alves A da C, Souza J, Barros L, De Araújo PD, Silva TPC. Curso “Participação popular, movimentos sociais e direito à saúde”: Uma experiência de educação popular em Saúde na Bahia a partir do MobilizaSUS. Interface Commun Heal Educ. 2014 Dec;18:1507–12.

Heidemann ITSB, Cypriano C da C, Gastaldo D, Jackson S, Rocha CG, Fagundes E. A comparative study of primary care health promotion practices in Florianópolis, Santa Catarina state, Brazil, and Toronto, Ontario, Canada. Cad Saude Publica. 2018;34(4).

Melo EA, Mendonça MHM de, Oliveira JR de, Andrade GCL de. Mudanças na Política Nacional de Atenção Básica: entre retrocessos e desafios. Saúde em Debate [Internet]. 2018 Sep [cited 2021 Nov 15];42(spe1):38–51. Available from: http://www.scielo.br/j/sdeb/a/Vs4dLSn6T43b6nPBCFg8F3p/abstract/?lang=pt

Silva DJRS, Amorim MCBVA, Silva TCD da S, Santos SELS, Silva VNS, Viana SOV. Desafios da atuação do fisioterapeuta no NASF-AB: uma revisão da literatura. Práticas e Cuid Rev Saúde Coletiva. 2021;2:e10144. Available from: https://www.revistas.uneb.br/index.php/saudecoletiva/article/view/10144

Publicado
2021-11-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 188
  • PDF downloads: 148
Como Citar
Araujo, M. G. M. C. de, Gomes, A. C. O., & Cruz , P. J. S. C. (2021). PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA VIGILÂNCIA EM SAÚDE E ATENÇÃO BÁSICA. Práticas E Cuidado: Revista De Saúde Coletiva, 2, e12197. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/saudecoletiva/article/view/12197
Seção
Artigos (FLUXO CONTíNUO)