PERCEPÇÃO DOS CUIDADORES SOBRE A EFICÁCIA DE SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE CRIANÇAS NO DOMICÍLIO

Palavras-chave: Criança, Acidentes domésticos, Prevenção

Resumo

Objetivo: Avaliar a percepção dos cuidadores quanto à prevenção de acidentes com seus filhos no ambiente doméstico. Metodologia: Estudo observacional transversal. Foram entrevistados 60 responsáveis ​​por alunos de uma escola pública municipal de Salvador / Bahia. A coleta de dados ocorreu no período de dezembro de 2014 a outubro de 2015. Foram avaliadas as percepções de segurança e riscos domésticos, bem como acidentes e medidas preventivas adotadas. Resultados: A maioria dos responsáveis ​​mostrou-se bastante preocupada com os riscos de acidentes domésticos com crianças e considerou os ambientes extracomunitários os mais propensos. Embora medidas tenham sido tomadas para criar proteção contra acidentes, todas as crianças já haviam sofrido algum tipo de lesão. Conclusão: os responsáveis ​​conheciam os riscos de acidentes com crianças no domicílio e as formas de evitá-los. Apesar dos cuidados tomados, acidentes ainda ocorreram.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milena Braga Maia Caricchio, Fisioterapeuta na Universidade Federal da Bahia - Brasil

Especialista em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal pela Atualiza.

Carla Hilário da Cunha Daltro, Professora no Programa de Pós-graduação em Medicina e Saúde e no Programa de Pós-graudação em Alimentos Nutrição e Saúde da Universidade Federal da Bahia - Brasil

Doutora em Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia.

Martha Moreira Cavalcante Castro, Professora no Programa de Pós-graduação em Tecnologias em Saúde e no Programa de Pós-gradução em Psicologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública - Brasil

Doutora em Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia. Professora na Universidade Federal da Bahia.

Referências

Santos JS, Yakuwa MSBMS, Andrade RD, Mello DF. Precaution and prevention of accidents in childhood: perspective of adolescent mothers. Rev. Enferm. UERJ. 2016;24(5).

De Mello DF, Henrique NCP, Pancieri L, Veríssimo MLÓR, Tonete VLP, Malone M. Child safety from the perspective of essential needs. Rev. Latino-Am. Nursing. 2014;22(4).

Anéas TV, AYRES JRCM. Meanings and senses of healthcare practices: Fundamental ontology and the reconstruction of healthcare. Interface. 2011;15(38):651-62.

Lima CRC. Como educar com segurança nos dias de hoje. In: Waksman R, Gikas RMC, Maciel M. Crianças e adolescentes seguros : guia completo para prevenção de acidentes e violências. São Paulo: PubliFolha. 2005.

ONG Criança Segura. Acidentes com Crianças: análise quantitativa do conhecimento e percepção de mães de 5 capitais brasileiras: Curitiba/PR, Brasília/DF, Manaus/AM, Recife/PE e São Paulo/SP.

Pereira AS, Lira SVG, Moreira DP; Barbosa IL, Vieira LJES. Determination of risk factors for child fall from the Calgary Family Assessment Model. Rev. bras. promoç. saúde. 2010;23(2):101-108.

Çinar ND, Gorak G. Mother's role in preventing childhood home accidents. Rev. bras. promoç. saúde. 2007;20(4):238-242.

Guimarães SB, et al. Domestic accidents in children: an epidemiological analysis. Rev. Pediatr. Ceará. 2003;4(2):27-31.

Santos JS, Yakuwa MSBMS, Andrade RD, Mello DF. Precaution and prevention of accidents in childhood: perspective of adolescent mothers. Rev. Enferm. UERJ. 2016;24(5).

De Souza LJE, Rodrigues AKC, Barros GT. The family experiencing the domestic accident - Reporting an experience. Rev. Latino-am. Nursing, Ribeirão Preto. 2000;8(1):83-89.

Ferreira RM, Carvalho MDB. The feelings of parents of children victims of accidents in automobiles without child restraint systems. Rev. Eletr. Enf. 2013;15(2).

Brasil Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação na Saúde. A Educação que produz saúde. Brasília: Ministry of Health; 2005.

Paes CE, Gaspar VL. Unintentional injuries in the home environment: home safety. J. Pediatr. 2005;81(5 Suppl):S146-154.

Waksman RD, Gikas RMC, Blank D. (ed.). Crianças e Adolescentes em Segurança. Manole: São Paulo, 2014. p.318-9.

Gurgel AKC, Monteiro AI. Domestic accident prevention for children: perceived susceptibility by the caregivers. J. res. care. 2016;8(5):5126:5135.

Amaral EMS, Silva CLM, Pereira ERR, Guarnieri G, Brito GSS, Oliveira LM. Incidence of accidents with children in a pediatric emergency room. Rev. Int Ciênc Saúde. 2009;27(4):313-7.

Miranda IFA, Soares R, Torre K, Costa A, Fonseca T, Fernandes MG. Statistics on the prevention of accidents involving children. Rev. Pediatria SOPERJ. 2015;15(1):6-12.

Batista LTO, Rodrigues FA, Vasconcelos JMB. Clinical features and nursing diagnoses in burned children. Rev Rene. 2011;12(1).

Rocha HJS, Lira SVG, Abreu RNDC, Xavier EP, Vieira LJES. The Profile of Accidents by Hot Liquids in Children Attended at a Reference Center in Fortaleza. Rev. bras. promoç. saúde. 2007;20(2):86-91.

Vendrusculo TM, Balieiro CRB, Echevarría-Guanilo ME, Farina Junior JÁ, Rossi LA. Burns in the domestic environment: characteristics and circumstances of accidents. Rev. Latino-Am. Nursing. 2010;18(3).

Rodrigues LMC, Moura MEB, Melo TMTC, Silva MNP, Alencar GCA, Silva LMM. Update on the occurrence of accidents involving children. Rev. enferm UFPE. 2015;9(Suppl. 9):1028-34.

Xavier-Gomes LM, Rocha RM, Andrade-Barbosa TL, Silva CSO. Description of domestic accidents during childhood. Mundo Saúde. 2013;37(4):394-400.

Andrade RD, Santos JS, Pina JC, Silva MAI, de Mell DF. The child care as a moment of defense of the child's right to health. Ciênc Cuid Saúde. 2013;12(4):719-727.

Publicado
2021-12-23
Métricas
  • Visualizações do Artigo 46
  • PDF (English) downloads: 34
Como Citar
Caricchio, M. B. M., Daltro, C. H. da C., & Castro, M. M. C. (2021). PERCEPÇÃO DOS CUIDADORES SOBRE A EFICÁCIA DE SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE CRIANÇAS NO DOMICÍLIO. Práticas E Cuidado: Revista De Saúde Coletiva, 2, e11262. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/saudecoletiva/article/view/11262
Seção
Artigos (FLUXO CONTíNUO)