DANZA LA VIDA: NARRATIVAS DE UM PROCESSO CRIATIVO COM IMAGENS DE FRIDA KAHLO

  • Odailso Berté
Palavras-chave: Corpo, Imagem, Dança, Processo criativo, Frida Kahlo

Resumo

O objetivo deste artigo é realizar um estudo sobre o processo criativo do espetáculo e intervenção de dança FeridaCalo (2016), baseado em imagens da pintora mexicana Frida Kahlo. Os modos de uso de imagens nesse processo criativo possibilitam reflexões sobre o poder performativo das imagens e a possibilidade de refuncionalização das imagens para a construção de conhecimentos no ensino de artes. Narrativas de experiências e análises de imagens são os procedimentos metodológicos que viabilizam esta reflexão. Nesse sentido, apontam-se caminhos para a criação artística e o ensino de artes na contemporaneidade, entrelaçando as artes, experiências, narrativas e imagens de diferentes corpos e contextos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACASO, M. Del paradigma modernista al posmuseo: seis retos a partir del giro educativo (¿Lo intentamos?). In: ACASO, M. Perspectivas. Situación actual de la educación en los museos de artes visuales. Barcelona: Ariel, 2011. p. 36-43.

AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009. 92 p.

______. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007. 96 p.

AGUIRRE, I. Cultura visual, política da estética e educação emancipadora. In: MARTINS, R.; TOURINHO, I. Educação da cultura visual: conceitos e contextos. Santa Maria: Editora UFSM, 2011. p. 69-111.

AUSTIN, J. L. Quando dizer é fazer: palavras e ação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990. 136 p.

BARTRA, E. Frida Kahlo en el siglo XXI. In: ORELLANA, M. Frida Kahlo, un homenaje. Ciudad de México: Fideicomiso Museo Dolores Olmedo y Fideicomiso Museos Diego Rivera – Frida Kahlo (Banco de México), 2004. p. 34-53.

BERTÉ, O. Dança contempop: corpos, afetos e imagens (mo)vendo-se. Santa Maria: Ed. UFSM, 2015. 200 p.

______. Corpo e experiência no processo criativo de Frida Kahlo: conexões entre dança e cultura visual. Revista Digital do Laboratório de Artes Visuais (LAV). v. 9, n. 3, p. 60-85, set./dez. 2016. Disponível em:

<https://periodicos.ufsm.br/revislav/article/view/24044>. Acesso em: 05 mar. 2017.

BITTENCOURT, A. Imagens como acontecimentos: dispositivos do corpo, dispositivos da dança. Salvador: EDUFBA, 2012. 93 p.

BOURRIAUD, N. Pós-produção: como a arte reprograma o mundo contemporâneo. São Paulo: Martins, 2009. 112 p.

BUTLER, J. Cuerpos que importan: sobre los límites materiales y discursivos del sexo. Buenos Aires: Paidós, 2012. 346 p.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012. 316 p.

CHURCHLAND, Paul; CHURCHLAND, Patrícia. Intertheoric Reduction: a neuroscientist’s field guide. In: Nature’s imagination. New York: Oxford University Press, 1995. p. 64-77.

DAMÁSIO, A. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento em si. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. 474 p.

DEL CONDE, T. Frida Kahlo: la pintora y el mito. Ciudad de México: Plaza y Janés, 2002. 147 p.

ESPECIAL Interkahlos. Direção e produção Anaqueli Rubin e Carine Provedello. Direção artística Odailso Berté. TV Campus e Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança (LICCDA). Universidade Federal de Santa Maria, 2016. (24 min.). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=NwY4q-M08OM)>. Acesso em: 11 set. 2016.

ESTRADA, G. La construción de identidad. In: LAMBERT, M. (Coord.). Todo el universo Frida Kahlo: el mundo México. Ciudad de México: Vogue México y Latinoamérica, 2013. p. 27-37.

FERIDACALO. Intervenção de Dança. Direção de Odailso Berté. Criação do Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança (LICCDA). Curso de Dança – Licenciatura da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Duração 60’. 2016.

FRIDA. Direção de Julie Taymor. Estados Unidos: Imagem Filmes. Miramax Internacional, 2002. 1 DVD (123 min.): DVD, NTSC, color.

GIROUX, H. A cultura popular como pedagogia do Prazer e Significado: descolonizando o corpo. In: Giroux, H. Cruzando fronteiras do discurso: novas políticas em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999. p. 211-240.

GREINER, C. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. São Paulo: Annablume, 2005. 152 p.

GÓMEZ, N. U. Frida Kahlo, la metamorfosis de la imagen. In: HERNÁNDEZ, A. S. (Coord.). Frida Kahlo. Ciudad de México: Instituto Nacional de Bellas Artes, 2006. p. 14-24.

HÉRCOLES, R. Corpo e Dramaturgia. In: NORA, S. (Org.). Húmus 1. Caxias do Sul: Prefeitura Municipal de Caxias do Sul/Secretaria da Cultura, 2006. p. 104-111.

HERRERA, H. Frida: a biografia. 4. ed. São Paulo: Globo, 2015. 624 p.

KAHLO, F. O diário de Frida Kahlo: um autorretrato íntimo. 4. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2015. 282 p.

KATZ. H. O coreógrafo como DJ. In: AMORIM, P. H. (Org.). Lições de dança 1. Rio de Janeiro: Faculdade da Cidade, 1998. p. 11-24.

______. O corpo como mídia de seu tempo: a pergunta que o corpo faz. Rumos Itaú Cultural Dança, São Paulo: Itaú Cultural, 2004. CD-ROM.

KATZ, H.; GREINER, C. Por uma teoria do corpomídia. In: GREINER, C. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. São Paulo: Annablume, 2005. p. 125-136.

LAVÍN, M. Frida Kahlo: su obra los ojos de Frida. In: LARA, M. E. Museo Dolores Olmedo. Ciudad de México: Museu Dolores Olmedo Patiño, 2007. p. 200-241.

LISBOA FILHO, F. F. Ferida Calo: produto e processo. Espetáculo empolgante, que faz justiça à inspiradora, Frida Khalo. 2016. Disponível em: <https://claudemirpereira.com.br/2016/12/critica-feridacalo-produto-e-processo-espetaculo-empolgante-que-faz-justica-a-sua-inspiradora-frida-khalo/>. Acesso em: 05 mar. 2017.

LOUPPE, L. Poética da dança contemporânea. Lisboa: Orfeu Negro, 2012. 404 p.

LOZANO, L. M. Frida Kahlo: Una relectura para conocer el universo estético de la pintora. In: LOZANO, L. M. (Coord.). Frida Kahlo. Ciudad de México: Landucci, 2007. p. 18-169.

MARTINS, R. A cultura visual e a construção social da arte, da imagem e das práticas do ver. In: OLIVEIRA, M. O. (Org.). Arte, educação e cultura. Santa Maria: Editora UFSM, 2007. p. 19-40.

MARTINS, R.; TOURINHO, I. (Orgs.). Educação da cultura visual: aprender... pesquisar... ensinar... Santa Maria: Editora UFSM, 2015. 296 p.

MITCHELL, W. J. T. O que as imagens realmente querem? In: ALLOA, E. (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. p. 165-189.

MOONLIGHT, sob a luz do luar. Direção de Barry Jenkins. Estados Unidos: Diamond Films, 2017.

MONSIVÁIS, C. De todas las Fridas posibles (una selección mínima). In: ORELLANA, M. Frida Kahlo, un homenaje. Ciudad de México: Fideicomiso Museo Dolores Olmedo y Fideicomiso Museos Diego Rivera – Frida Kahlo (Banco de México), 2004. p. 08-33.

RICO, A. Frida Kahlo: fantasia de un cuerpo herido. 3. ed. Ciudad de México: Plaza y Valdés, 2004. 181 p.

RIVERA, D. Frida Kahlo y el arte mexicano. In: LOZANO, L. M. (Coord.). Frida Kahlo. Ciudad de México: Landucci, 2007. p. 233-235.

SALLES, C. A. Gesto inacabado: processo de criação artística. São Paulo: Intermeios, 2014. 186 p.

SETENTA, J. S. O fazer-dizer do corpo: dança e performatividade. Salvador: EDUFBA, 2008. 124 p.

SHUSTERMAN, R. Vivendo a arte: o pensamento pragmatista e a estética popular. São Paulo: Ed. 34, 1998. 268 p.

SPINOZA, B. Ética. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. 238 p.

TIBOL, R. Escritos de Frida Kahlo. Lisboa: Bertrand, 2004. 493 p.

______. Frida Kahlo an open life. Albuquerque: University of New Mexico, 1993. 230 p

Publicado
2017-04-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 822
  • PDF downloads: 853
Como Citar
BERTÉ, O. DANZA LA VIDA: NARRATIVAS DE UM PROCESSO CRIATIVO COM IMAGENS DE FRIDA KAHLO. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 2, n. 4, p. 19-40, 29 abr. 2017.