A sátira como poética no conto Um telefonema, de Dorothy Parker

um retrato da dependência emocional obsediante da mulher

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30620/pdi.v13n1.p221

Palavras-chave:

Papéis de gênero, Sofrimento psíquico, Dependência emocional

Resumo

Com base nos estudos de gênero e na teoria sociológica, realizamos neste artigo uma análise e estudo comparado do conto Um telefonema de Dorothy Parker (2020) e de sua transposição audiovisual de mesmo nome (REDEMOINHO, 2021). Para além das divergências e similitudes entre ambos, exploramos de que modo os papéis de gênero historicamente construídos e reproduzidos afetam e oprimem a personagem protagonista a ponto de levá-la a um estado emocional obsediante enquanto está à espera de um telefonema, observado em seu monólogo interior que tende ao dramático. O respaldo teórico se deu nos estudos sobre dispositivos de gênero (ZANELLO, 2018), no conceito de tecnologia de gênero (LAURETIS, 2019) e seus exemplos (DEL PRIORE, 2005), assim como nos processos de interação social gendrados, habitus e scripts (DIMEN, 1988; BOURDIEU, 1983; ZANELLO, 2018). Concluímos a presença da simultaneidade do tema do conflito interno do que ela quer como sujeito ontológico e do que ela deveria performar como mulher, ou seja, estar à deriva, à espera e passiva, independentemente da sua vontade e desejo.

[Recebido em: 28 mar. 2023 – Aceito em: 10 jun. 2023]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, Theodor W. (2003). O ensaio como forma. In: ADORNO, Theodor W.. Notas de literatura I. Tradução e apresentação de Jorge M. B. de Almeida. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, p. 15-45. (Coleção Espírito Crítico).

BENSE, Max. (2018). O ensaio e sua prosa. Trad. Samuel Titan Jr. In: PIRES, Paulo Roberto (Org.). Doze ensaios sobre o ensaio. São Paulo: IMS.

BOURDIEU. Pierre. (1983). Questões de Sociologia. Tradução de Jeni Vaitsman. Revisão técnica de Marie France Garcia. Rio de Janeiro RJ: Editora Marco Zero Limitada.

CHEVALIER, Jean. (2019). Dicionário de símbolos: (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 32 ed. Rio de Janeiro: Editora José Olympio LTDA.

DIMEN, Muriel. (1997). Poder, sexualidade e intimidade. In: JAGGAR, Alison M.; BORDO, Susan R.(editoras). Gênero, corpo, conhecimento. Tradução de Brítta Lemos de Freitas. Rio de Janeiro: Record: Rosa dos Tempos, p. 42-61. (Coleção género).

DINIZ, Thaís Flores Nogueira. (1998). Tradução intersemiótica: do texto para a tela. In: Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 1, n. 3, p. 313-338. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/5390/4934. Acesso em: 02 de dez de 2022.

GONÇALVES, José R. S. (2007). Antropologia dos objetos: coleções, museus e patrimônios. Rio de Janeiro: IPHAN.

KÜBLER-ROSS, Elisabeth. (1985). Sobre a morte e o morrer. Rio de Janeiro: Editora Martins Fontes.

LAURETIS, Teresa de. (2019). A tecnologia de gênero. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de. (Org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, p. 121-155.

MATOS, Juscelina Bárbara Anjos. (2010). Papéis de mulher: moda, identidade e gênero. In: Encontro de estudos multidisciplinares em cultura, 6ª ed., 2010, Salvador. Anais VI ENECULT. Salvador: Facom-Ufba, p. 1-2. Disponível em: http://www.vienecult.ufba.br/modulos/submissao/Upload/24501.pdf. Acesso em: 01 dez. 2022.

MIDDELJANS, April. (2006). On the Wire with Death and Desire: The Telephone and Lovers’ Discourse in the Short Stories of Dorothy Parker. Arizona Quarterly: A Journal of American Literature, Culture, and Theory, Volume 62, Number 4, Winter, p. 47-70 (Article). Disponível em: https://muse.jhu.edu/pub/69/article/206870/summary. Acesso em: 07 fev. 2023.

PARKER, Dorothy. (1987). Big Loira e outras histórias de Nova York. Tradução de Ruy Castro. São Paulo: Companhia das Letras.

PARKER, Dorothy. (2020) Um telefonema. Traduzido por: Macieira. Disponível em: https://www.redemoinhotraducoes.com.br/textos/publicacao/111749/um-telefonema-dorothy-parker. Acesso em: 01 dez. 2022.

REDEMOINHO (2020). Cooperativa Redemoinho Traduções. Página inicial. Disponível em: https://www.redemoinhotraducoes.com.br. Acesso em: 13 fev. 2023.

REDEMOINHO (2021). Um telefonema, Dorothy Parker. Canal Redemoinho Traduções. Plataforma YouTube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=S3wy-TEMh00&t=421s . Acesso em: 13 fev. 2023.

ZANELLO, Valeska. (2018). Saúde mental, gênero e dispositivos: cultura e processos de subjetivação. Curitiba: Appris.

Publicado

2023-08-13

Como Citar

SERGEL, C.; GUDINO, M. E. C. B.; OLIVEIRA, V. B. de M. A sátira como poética no conto Um telefonema, de Dorothy Parker: um retrato da dependência emocional obsediante da mulher. Pontos de Interrogação – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Laboratório de Edição Fábrica de Letras - UNEB, v. 13, n. 1, p. 221–237, 2023. DOI: 10.30620/pdi.v13n1.p221. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint/article/view/v13n1p221. Acesso em: 21 fev. 2024.