Chamada para contribuições Volume 8, nº. 1 - “Transculturalismo e mobilidades culturais: leituras transversais das literaturas das Américas”.

REVISTA PONTOS DE INTERROGAÇÃO: REVISTA DE CRÍTICA CULTURAL

REVISTA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CRÍTICA CULTURAL DA UNEB

Vol 8, n° 1, jan.-jun. 2018

ISSN 2178-8952

 

NÚMERO TEMÁTICO:

Transculturalismo e mobilidades culturais: leituras transversais das literaturas das Américas

 

Organizadores:

Licia Soares de Souza (UNEB/UFBA.)

Patrick Imbert (Universidade de Ottawa)

 

A comissão editorial da revista eletrônica Pontos de Interrogação, do Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural, do Campus II, da UNEB/Alagoinhas-Ba, comunica a todos que está recebendo, até o dia 30 de março de 2018, contribuições acadêmicas originais (artigos, resenhas e entrevistas), em português, inglês, francês ou espanhol, a serem publicadas no volume 8, nº. 1, que será publicado em junho de 2018. 

 

EMENTA:

Combatendo o dualismo dos paradigmas, que tem inspirado a observação das culturas das Américas, durante séculos, Patrick Imbert (2015) pondera sobre a dinâmica de relações que  predomina  no século XXI. A um pensamento estável e binário se contrapõe as formações argumentativas do terceiro incluído preconizada pelo semiótico Charles S. Peirce. Trata-se da dialética de várias classes de signos que coordena as produções culturais em um século em que o sincretis mo das linguagens ganhou finalmente a cena.  Esta se libera igualmente da rigidez de oposições como todas aquelas que são governadas pela lógica da civilização/barbárie: nós e os outros,  interior/exterior, lógica territorial/lógica da sociedade dos saberes, contínuo/descontínuo, simultaneidade/historicidade, entre outras. Por outro lado, Zila Bernd (2009) assinala como o conceito de identidade nacional homogênea entra em crise, neste contexto de hibridismo cultural, quando as várias minorias ocupam seus espaços e suas posições de discurso, reivindicando condições para viverem suas formações identitárias específicas. As linguagens e suas literaturas são também liberadas dos pactos com as nações para darem conta das intensas mobilidades  territoriais e culturais da contemporaneidade e é assim que Bernd convida a reflexões sobre o conceito de “literatura nacional”, atualmente questionado pelos fenômenos de transculturação e mobilidades culturais. O prefixo “trans” comporta a ideia de ultrapassagem, uma travessia além.  A transculturalização se apresenta com mais força do que o interculturalismo e o multiculturalismo, à medida que supõe deslocamentos constantes nos terrenos movediços das Américas que já nasceram híbridas, resultando do encontro de, pelo menos, duas culturas.

 

Eixos de pensamento propostos:

- A literatura comparada e as travessias migrantes transculturais.

- A idéia de nação deslocada e os movimentos de desterritorialização.

- Trânsitos intertextuais e as mobilidades memoriais.

- Metamorfoses como figuras da transculturalidade nas Américas.

 

Submissões somente pelo sistema. Cadastra-se e acompanhe sua submissão.  

 

O prazo final, para o envio de artigos para volume 8, nº. 1, é 30 de março de 2018

 

Clique aqui para conhecer as normas para contribuição.