O Poder Argumentativo da Mídia como o Input na Moldação do Pathos Discursivo: Reflexões sobre os Atos Ilocutórios e sua Força Persuasiva na Revista Boa Forma

  • FABIANA ANDRADE SANTOS
Palavras-chave: Elite simbólica, Ethos, Moldamento, Revista Boa Forma, Identidade

Resumo

Este trabalho investiga a presença de atos ilocutórios, representados explícita e/ou implicitamente não só por verbos, mas por locuções verbais e/ou expressões equivalentes, na matéria principal da Revista Boa Forma, referente ao ano 26, edição 291 de abril de 2011, analisando possíveis conotações que o ethos intenciona atribuir aos mesmos. Para a consecução desta pesquisa, foi utilizado o método qualitativo pautando-se na interpretação e na análise de dados, permitindo concluir que, objetivando despertar em seu pathos determinados sentimentos que o levam a desejar e a imitar um determinado padrão de corpo instituído como o digno de ser mimetizado, o discurso midiático serve-se de determinadas expressões verbais persuasivas eminentemente imperativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

FABIANA ANDRADE SANTOS

Professora Assistente da Universidade do Estado da Bahia,
Campus XX, Brumado e discente do Mestrado de Letras/Programa Língua e Cultura da Universidade Federal da Bahia.

Publicado
2013-12-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 147
  • PDF downloads: 251
Como Citar
SANTOS, F. A. (2013). O Poder Argumentativo da Mídia como o Input na Moldação do Pathos Discursivo: Reflexões sobre os Atos Ilocutórios e sua Força Persuasiva na Revista Boa Forma. Plurais Revista Multidisciplinar, 1(3). https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n3.%p