Autonomia Indígena: Direito a uma Educação Escolar Específica e Diferenciada

  • Maria Aparecida Pereira
  • Maria Tatiana da Silva Menezes
  • Ronaldo José dos Santos
  • Carlos Alberto Batista dos Santos
Palavras-chave: Educação Escolar Indígena, Cultura, Interculturalidade, Povo Pankararu

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo analisar os aspectos culturais mantidos pelos habitantes da aldeia Pankararu – Brejo dos Padres, município de Tacaratu, Pernambuco, e o papel da educação escolar promovida pelas escolas indígenas na respectiva comunidade/povo indígena. Aqui, os elementos culturais analisados, dão visibilidade às questões da educação escolar vigentes nas escolas da comunidade. Como resultados preliminares, podemos perceber que os índios aldeados, mantêm uma singularidade em relação ao trato com a natureza, à religiosidade e ao uso de costumes tradicionais, mantendo sua identidade e um forte senso de pertencimento, elementos que são trabalhados de forma interdisciplinar na educação escolar indígena praticada na aldeia. Assim pode-se ratificar que a educação escolar desenvolvida no Pankararu fortalece a identidade étnica de seus membros ao passo que orienta e emancipa seus indivíduos para o enfrentamento que questões contemporâneas que ultrapassam os limites desta comunidade indígena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Aparecida Pereira
Professora Indígena Pankararu. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Floresta, Especialistas em Educação Intercultural no Pensamento Decolonial.
Maria Tatiana da Silva Menezes
Professora Indígena Pankararu. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Floresta, Especialistas em Educação Intercultural no Pensamento Decolonial.
Ronaldo José dos Santos
ProfessorIndígena Pankararu. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Floresta, Especialistas em Educação Intercultural no Pensamento Decolonial.
Carlos Alberto Batista dos Santos
Prof. Dr. em Etnobiologia e Conservação da Natureza. Universidade do Estado da Bahia. Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III, Juazeiro.

Referências

ASSIS, Eneida. O visitante inoportuno: o estudo da escola num grupo tribal. Brasília: INEP, Documental Relatos de Pesquisa, nº 8,1993.

AZEVEDO, Marta. Educação: O que Mudar na Constituinte. Boletim Jurídico, Comissão Pró-índio de São Paulo. São Paulo: CPI-SP, nº 7-8, abril, 1987.

AZEVEDO, Marta. O Movimento dos Professores Indígenas do Amazonas e Roraima. Boletim da Associação Brasileira de Antropologia. Florianópolis: ABA, nº 16, p. 13, abril, 1992.

BARBOSA, Priscila Faulhaber. Educação e Política Indigenista. Em Aberto. Brasília: INEP, ano 3, nº 21, pp. 1-11, abr/jun.1984.

CANDAU, Vera Maria Ferrão, Diferenças culturais, interculturais e educação em direitos humanos, 2012.

CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto. A Crise do indigenismo. Campinas: Editora da Unicamp, 1988.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Antropologia do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1987.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Os direitos do índio: ensaios e documentos. São Paulo: Brasiliense, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.

FRANCHETTO, Bruna. Escolas e integração: o caso do parque do Xingu. Em Aberto. Brasília, v. 3. n. 21, pp. 15-19, abr./jun. 1984.

GADOTTI, Moacyr. Educação básica e diversidade cultural. São Paulo: Editora Pontes, 1994.

GOMES, Mércio Pereira. Os índios e o Brasil. Petrópolis: Vozes, 1988.

MELATTI, Júlio Cezar. Os índios do Brasil. Brasília: Edunb, 1993.

MELIÁ, Bartolomeu. Educação indígena e alfabetização. São Paulo: Loyola. 1979.

MONTE, Nietta. Algumas Concepções Indígenas de Educação. Cadernos de Educação Popular, n. 17, Alfabetização de Adultos na América Latina. Rio de Janeiro: Vozes/Nova, 1990.

PÉREZ, Juan Manuel. E estes, não são homens? A igreja e a verdadeira história da América. São Paulo: Letras e Letras, 1993.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE. Referencial Curricular Nacional para as escolas indígenas, 2ª Edição, Brasília, 2005.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE. Educação Escolar Indígena: diversidade sociocultural indígena ressignificando a escola. Brasília, 2007.

SILVA, Aracy Lopes da; GRUPIONI, Luís Donisete Benzi- A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1o e 2o graus. Brasília: MEC/MARI/UNESCO, 1995, pp. 149-166.

SOUZA FILHO, Carlos Frederico Marés de (Org.). Textos clássicos sobre o direito e os povos indígenas. Curitiba/Brasília: Juruá Editor Núcleo de Direitos Indígenas.

Publicado
2016-12-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 1438
  • PDF downloads: 296