Educação de Espaços Outros: História e Concepções Quilombolas

  • Célcia Marcelina de Oliveira Escola Municipal José Néu de Carvalho, Comunidade de Conceição das Crioulas - Salgueiro, Pernambuco.
  • Cleide Maria da Silva Escola Municipal Professor José Mendes, Comunidade de Conceição das Crioulas – Salgueiro, Pernambuco.
  • Paulo Inácio dos Santos
  • Pedro Fernando dos Santos
Palavras-chave: Educação quilombola, Quilombo Conceição das Crioulas, Transformação, Aprendizagens, Saberes

Resumo

Este artigo aborda os processos históricos educacionais vivenciados no Quilombo de Conceição das Crioulas, considerando os espaços outros de educação como forma de fortalecimento da identidade quilombola. Destacamos as experiências de resistência e luta no enfrentamento às imposições de dominações políticas, os sonhos e as conquistas de hoje. Diante dessa trajetória, atualmente é possível refletir sobre as práticas libertadoras, numa perspectiva de reconhecimento, afirmação e (re)afirmação da identidade do povo quilombola de Conceição das Crioulas. Povo que sempre acreditou na construção de uma nova forma de produção do conhecimento, (re)significação e propagação dos saberes a partir de espaços  coletivos. Espaços que foram e são condições de manifestações dos saberes, que outrora foram privados de sua contribuição e que atualmente são (re)significados  numa visão emancipadora do saber e do viver. Nesse sentido, o nosso trabalho foi construído a partir dos pressupostos teóricos de Paulo Freire, Maria da Glória Gonh entre outros. Esta construção é fruto de pesquisas bibliográficas, entrevistas, conversase a partir da observação do cotidiano da comunidade. Partindo do principio de que há diversas formas e espaços de aprendizagem destacamos os sítios arqueológicos, as bonecas de caroá, a Banda de Pífano e o trancilim. Estes espaços nos ensinam, principalmente, sobre a nossa história, nossos mitos, nossos antepassados; destacam a importância das mulheres e dos homens, além de ser uma aprendizagem prazerosa para crianças, jovens e adultos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célcia Marcelina de Oliveira, Escola Municipal José Néu de Carvalho, Comunidade de Conceição das Crioulas - Salgueiro, Pernambuco.
Quilombola da Comunidade de Conceição das Crioulas-Salgueiro, Pernambuco. Professora na Escola Municipal José Néu de Carvalho, no mesmo território. Especialista em Psicopedagogia pela Faculdade de Ciência, Educação e Tecnologia de Garanhuns –FACETG. Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central – FACHUSC/PE.
Cleide Maria da Silva, Escola Municipal Professor José Mendes, Comunidade de Conceição das Crioulas – Salgueiro, Pernambuco.

Quilombola da Comunidade de Conceição das Crioulas – Salgueiro, Pernambuco.Professora na Escola Municipal Professor José Mendes, no mesmo território. Graduada em História pela Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central – FACHUSC/PE.

Paulo Inácio dos Santos
Ex-Professor da Escola Municipal Professor José Mendes. Atualmente é Professor das escolas Municipais da sede de Salgueiro, Graduado em Arte Educação pela Universidade Federal do Piauí.
Pedro Fernando dos Santos
Mestre em educação pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN. Especialista em História Afro-brasileira e Indígena pelo Centro de Ensino Superior do Vale do São Francisco, Pernambuco – CESVASF/PE. Graduado em Letras pela Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central – FACHUSC/PE.

Referências

ADORNO , Theodor. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1995.

ALBERTI, Verena. Manual de história oral. FGV Editora, 2004.

ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DE CONCEIÇÃO DAS CRIOULAS. Projeto Político Pedagógico das escolas quilombolas do território de Conceição das Crioulas. 2016

ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DE CONCEIÇÃO DAS CRIOULAS. Jornal Crioulas: A voz da resistência -2005.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação?. 42ª reimpressão da 1ª edição. São Paulo: Brasiliense, 2003.

BRASIL. Constituição da Republica Federativa do Brasil. Brasília, Senado Federal,1988.

CAMARGO, Aspásia. História oral e história. Rio de Janeiro: Cpdoc, 1977, 17f. (Trabalho apresentado no 1 Seminário Brasileiro de Arquivos Municipais. Niterói, Universidade Federal Fluminense, 2-6 ago. 1976.)

FIALHO, V. ; ALMEIDA, A. W. B. de ; SANTOS, H. C. . Quilombolas de Conceição das Crioulas, Salgueiro, Pernambuco. Manaus: FUA, 2008 (Brochura).

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários a prática educativa. São Paulo, Brasil: Paz e terra, 1997.

GOHN, Maria da Gloria. Educação não formal e o educador social. Atuação no desenvolvimento de projetos sociais. São Paulo: Cortez, 2010. p.104

GONÇALVES, Geovani José; NUNES, Maria Aparecida Conceição; BEZERRA, Herlon Alves; OLIVEIRA, Edivania Granja. Desenvolvimento curricular intercultural e reconhecimento étnico. Revista de Educação do Vale do São Francisco – REVASF, v. 4, n. 6, p. 211-231, 2015.

HALBWACHS, Maurice. Memória colectiva y memoria histórica. Paris: PUF,1968.

MONTEIRO, Eduardo de Lima Neto. Pífanos do sertão. Recife: FacForm, 2016

NOSSO TERRITÓRIO. Realização: Associação Quilombola de Conceição das Crioulas- AQCC. Parceria: ActionAid, Heifer, Centro de Cultura Luiz Freire – CCLF. Save The Childen/UK.

PRESTES, Emília Maria da Trindade. Revisitando as ideias de Paulo Freire e de João Francisco de Souza: Educação Popular, Diversidade Cultural e Currículo. Revista Espaço do Currículo, v. 6, n. 2, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.15687/rec.v6i2.17154

PRINCIPIOS DA EDUCAÇÃO QUILOMBOLA. Realização: Centro de Cultura Luiz Freire, Comissão Estadual das Comunidades Quilombolas de Pernambuco. Apoio: Save The Childen Reino Unido (2007/2008).

SANTIAGO, Anna Rosa Fontella. Pedagogia crítica e educação emancipatória: um diálogo entre Paulo Freire e Boaventura Santos. In: IX ANPED/SUL, 2012, Caxias do Sul. IX ANPEDSUL: seminário de Pesquisa em Educação da região Sul. Caxias do Sul: UCS Editora, 2012. v. 1. p. 1-15.

SILVA, Givânia Maria da. Educação como processo de luta política: a experiência de “educação diferenciada” do território quilombola de Conceição das Crioulas. 2012. 199 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

SILVA, René Marc da Costa. Cultura popular e educação. Brasília: Salto para o futuro/TV Escola/SEED/MEC, 2008.

Publicado
2016-12-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 456
  • PDF downloads: 245