Presenças indígenas na Guerra de Canudos

uma linha de estudos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30620/gz.v11n1.p179

Palavras-chave:

Antropologia, Epistemologia, Povos Indígenas, Nordeste, Guerra de Canudos

Resumo

A Guerra de Canudos (1893-1897) é uma das questões brasileiras mais estudadas no país e no exterior há mais de cem anos. Contudo, somente a partir do final do século XX que a presença de povos indígenas na cidade conselheirista passou a ser trabalhada na textualidade. Este artigo visa apresentar a linha de estudos indígenas de Canudos a partir de seus principais textos de referência, abordando suas potencialidades e condições de possibilidade, cujo aspecto produtivo aponta para o registro e a ampliação da circulação das epistemologias indígenas sobre o Belo Monte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro A. Corrêa de Brito, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Bacharel em Relações Internacionais pelo IRI/PUC-Rio, Mestre em Ciências Sociais pela UERJ. Elaborou a dissertação de mestrado, financiada pelo CNPq, intitulada Contra-cartografias de Canudos: por uma etnoepistemologia do conflito (2023), na qual analisa o desenvolvimento deste campo de produção de conhecimento de 1874 a 2022, apresentando uma análise antropológica baseada no levantamento bibliográfico em que lista os 646 principais textos produzidos sobre o tema, estratificando o campo a partir de cinco ciclos textuais, suas principais linhagens epistemológicas e autores de referência.

Referências

BANDEIRA, Maria de Lourdes. [1972] Os Kariris de Mirandela: Um Grupo Indígena Integrado. Salvador: Estudos Baianos n.6, p. 190, 1972.

BRASILEIRO, Sheila. [1966] A organização política e o processo faccional no povo indígena Kiriri. Dissertação (Mestrado em ) - UFBA, Salvador, 1996.

CARVALHO, Maria Rosário. [1977] Los Kariri de Mirandela: um subsegmento rural indígena. México: América Indígena, XXXVII (1), 1977

CARVALHO, Manuelson. [1990] Índios em Canudos. Salvador: A Tarde, 19-04-1990.

CORRÊA DE BRITO, Pedro Andrade. [2023] Contra-cartografia de Canudos: por uma etnoepistemologia do conflito. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) -Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

MASCARENHAS, Maria Lúcia. [1993] Kaimbé, Kiriri e Kantaruré retornam a Canudos. Salvador: Boletim ANAI-BA, 12: 8, 1993.

MASCARENHAS, Maria Lúcia. [1995] Rio de sangue, ribanceira de corpos, 1893/1897: Kiriri e Kaimbé em Canudos. Monografia (Graduação) – UFBA, Salvador, 1995.

MASCARENHAS, Maria Lúcia. [1997a] Rio de sangue e ribanceira de corpos. Salvador: Especial Canudos - Cadernos do CEAS, 1997.

MASCARENHAS, Maria Lúcia. [1997b] “Toda Nação em Canudos” 1893-1897. Índios em Canudos (Memória e tradição oral da participação dos Kiriri e Kaimbé na guerra de Canudos). Bahia: Revista Canudos, v.2, n.2, p. 68-84, out. 1997.

NASSER, Elizabeth; NASSER, Nássaro. [1973] Os índios no sertão do Conselheiro: tentativa de estudo etnohistórico. Natal: UFRN. Manuscrito. 1973.

REESINK, Edwin B. [1988] A questão do território dos Kiriri de Mirandela: um confronto de dados e versões. Salvador: Cultura v. 1, n.1, p. 41-49, 1988.

REESINK, Edwin B. [1997a] A tomada do coração da aldeia: a participação dos índios de Massacará na Guerra de Canudos. Salvador: Especial Canudos - Cadernos do CEAS, p. 73-96, 1997.

REESINK, Edwin B. [1997b] Índios e Canudos. A tradição oral entre os Kaimbé sobre Canudos e os efeitos sociais resultantes da guerra. Fortaleza: VIII Encontro de Ciências Sociais do Norte/Nordeste - Programa & Resumos, p. 100, 1997.

REESINK, Edwin B. [1998] Até o dia do Juízo Final. Vitória: XXI reunião da ABA, p. 142, 1998.

REESINK, Edwin B. [1999] A Salvação - as interpretações de Canudos a luz da participação indígena e da perspectiva conselheirista. Campina Grande: Raízes - Revista de Ciências Sociais e Econômicas n.20 a. XVIII, p. 147-158, nov. 1999.

REESINK, Edwin B. [1999] Till the end of time - regime of salvation and enteotopia at Canudos. Boston: Journal of Millenial Studies, v.2, p. 01-19, 1999.

REESINK, Edwin B. [2012] A maior alegria do mundo: a participação dos índios Kiriri em Belo Monte (Canudos). Salvador: Índios e caboclos: a história recontada, p. 243-256, 2012.

REESINK, Edwin B. [2013] Saber os nomes: observações sobre a degola e a violência contra Belo Monte (Canudos). Recife: Revista Anthropológicas a.17, v.24, p. 43-73, 2013.

REESINK, Edwin B. [2017] As alparcatas do Conselheiro e a maior alegria do mundo. Etnohistórias Kaimbé e Kiriri desde a conquista até Bello Monte. Tese de Titular (Antropologia) – UFPE. Recife: 2017.

TAVARES, Odorico; VERGER, Pierre. [1947] Roteiro de Canudos. O Cruzeiro, n.39, a. XIX; Rio de Janeiro, 19 jul. 1947.

VELDEN, Felipe Ferreira Vander. Combates singulares, histórias singulares: sobre a participação indígena no movimento de Canudos. Tellus, a.3, n.4, abr. 2003.

Publicado

2023-11-27

Como Citar

CORRÊA DE BRITO, P. A. Presenças indígenas na Guerra de Canudos: uma linha de estudos. Grau Zero – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Fábrica de Letras - UNEB, v. 11, n. 1, p. 179–202, 2023. DOI: 10.30620/gz.v11n1.p179. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/grauzero/article/view/v11n1p179. Acesso em: 1 mar. 2024.