EFICIÊNCIA NA ALOCAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DESTINADOS A ASSISTÊNCIA HOSPITALAR NOS ESTADOS BRASILEIROS

  • Fabia Jaiany Viana de Souza UFRN
  • Célio da Costa Barros UFRN
Palavras-chave: Eficiência. Assistência Hospitalar. Estados Brasileiros

Resumo

As políticas públicas são formuladas com o intuito de promover ações que visem ao bem-estar social e a melhoria da qualidade de vida da população. Saúde é o gozo pleno das funções orgânicas, físicas e mentais de um ser humano. Cuidar, preservar e ampliar a longevidade da vida é a importante tarefa da função saúde. Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a eficiência dos gastos públicos com assistência hospitalar nos estados brasileiros nos anos de 2009 e 2010. Foram utilizadas as pesquisas descritiva, bibliográfica, quantitativa e qualitativa. A coleta de dados foi realizada nos sítios da Secretaria do Tesouro Nacional, FINBRA, DATASUS e Sistema da FIRJAN. Os resultados revelaram que dentre os 23 estados pesquisados 6 deles (Acre, Amapá, Paraná, Roraima, São Paulo e Tocantins) foram considerados eficientes pela observação de seus escores em 2009, e, em 2010, a eficiência foi visualizada em 7 estados (Acre, Amapá, Minas Gerais, Paraná, Roraima, São Paulo e Tocantins).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabia Jaiany Viana de Souza, UFRN
Mestranda em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-graduação (UnB/UFPB/UFRN)
Célio da Costa Barros, UFRN
Mestrando em Ciências Contábeis pelo Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-graduação (UnB/UFPB/UFRN)

Referências

BRASIL. Constituição (1988): Texto Constitucional de 5 de outubro de 1988 com alterações adotadas pelas emendas constitucionais nºs 1/92 a 68/2011 e emendas constitucionais de revisão nºs 1 a 6/94. Ed. Atual. Brasília: Senado Federal, 2012.

BRASIL. Lei n.º 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 set. 1990.

BRASIL. Lei nº 12.595, de 19 de janeiro de 2012. (LOA) Estima a receita e fixa a despesas para o exercício financeiro de 2012. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 jan. 2012.

BRASIL. Plano Plurianual PPA 2012-2015. Disponível em <http://www.planejamento.gov.br/noticia.asp?p=not&cod=7571&cat=155&sec=10>. Acesso em: 02 set. 2012.

BOTELHO, E. C. A contribuição das funções de governo dos municípios catarinenses para o desenvolvimento sustentável. 2004. 120f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) – Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis: UFSC.

CALVO, M. F. Hospitais públicos e privados no Sistema Único de Saúde do Brasil: o mito da eficiência privada no estado de Mato Grosso em 1998. PhD Dissertação. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2002.

CALVO, M. C. M. Análise da eficiência produtiva de hospitais públicos e privados no Sistema Único de Saúde (SUS). In S. F. Piola & E. L. Jorge (Orgs.), Economia da saúde: 1° Prêmio Nacional – 2004: coletânea premiada (pp. 133-161). Brasília: IPEA, DFID, 2005.

CASTRO, D. P. de. Auditoria, contabilidade e controle interno no setor público: integração das áreas do ciclo de gestão: contabilidade, orçamento e auditoria e organização dos controles internos, como suporte à governança corporativa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2011.

CATELLI, A.; SANTOS, E. S. Mensurando a criação de valor na gestão pública. IN: ASIAN PACIFIC CONFERENCE ON INTERNATIONAL ACCOUNTING ISSUES, 13., 2001, Rio de Janeiro. Anais… São Paulo: FEA-USP, 2001.

COLAUTO, R. D.; BEUREN, I. M. Coleta, Análise e Interpretação dos dados. In: BEUREN, Ilse Maria (org.) Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. Ed. São Paulo: Atlas. p. 117-144, 2012.

COSTA, F. L.; CASTANHAR, José Cezar. Avaliação de programas públicos: desafios conceituais e metodológicos. Revista de Administração Pública, v. 37, n. 5, p. 969- 992, Rio de Janeiro, 2003.

DALLARI, D. de A. Elementos de teoria geral do Estado. 24. ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

DATASUS - Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil. Banco de dados de número de consultórios, de profissionais e de estabelecimentos de saúde. Disponível em: <http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php.> Acesso em: 30 jun. 2012

DE NEGRI, J. A.; SALERNO, M. S.; CASTRO, A. B. Inovações, padrões tecnológicos e desempenho das firmas industriais brasileiras. In: DE NEGRI, João Alberto; SALERNO, Mário Sérgio (Org.) Inovações, padrões tecnológicos e desempenho das firmas industriais brasileiras. Brasília: IPEA, 2005.

ERSOY, K.; KAVUNCUBASI, S.;OZCAN, Y. A.; HARRIS II, J. M. Technical efficiencies of Turkish hospitals: DEA approach. Journal of Medical Systems 21 (2): 67:74, 1997.

FARIA, F. P.; JANNUZZI, P. M.; SILVA, S. J. Efficiency of municipal expenditure in health and education: an investigation using data envelopment analysis in the state of Rio de Janeiro, Brazil. Revista da Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 1, pp.155-177, jan./fev. 2008.

FIRJAN - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Índices FIRJAN de desenvolvimento municipal 2012. Disponível em <http://www.firjan.org.br/data/pages/2C908CE9229431C90122A3B25FA534A2.htm>. Acesso em 29.ago.2012.

GASPARINI, C. E.; RAMOS, F. S. Relative deficit of health services in Brazilian states and regions. Brazilian Review of Econometrics, Rio de Janeiro, v. 24, n.1, maio 2004.

GRUCA, T. S.; NATH, D. The technical efficiency of hospitals under a single payer system: the case of Ontario Community Hospitals. Health Care Management Science 4 (2): 91-101, 2001.

GUEDES, K. P.; GASPARINI, C. E. Descentralização fiscal e tamanho do governo no Brasil. Economia aplicada, São Paulo, v. 11, n. 2, pp. 303-323, abr.-jun. 2007.

HIGGINS,I. Benchmarking in health care: a review of the literature. Australian Health Review 20 (4): 60-69, 1997.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/pib>. Acesso em: 30 ago. 2012.

JANNUZZI, P. M. Considerações sobre o uso, mau uso e abuso dos indicadores sociais na formulação e avaliação de políticas públicas municipais. Revista de Administração Pública, p. 51-72, Rio de Janeiro, 2002.

LA FORGIA, G. M.; COUTTOLENC, B. F. Desempenho Hospitalar no Brasil: em busca da excelência. São Paulo: Singular, 2009.

LOBO, M.S.C. de; LINS, M.P.E. Avaliação da eficiência dos serviços de saúde por meio da análise envoltória de dados. Cad. Saúde Colet., Rio de Janeiro, 2011.

MACHADO JR, J.Teixeira; REIS, H. da C. A lei 4320 comentada e a lei de responsabilidade fiscal. 31. ed. Ver. Atual. Rio de Janeiro, IBAM, 2002/2003.

MACHADO, N. Sistema de Informação de custo: diretrizes para integração ao orçamento público e à contabilidade governamental. 2002. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo. 233p.

MARINHO, A. Hospitais universitários: avaliação comparativa de eficiência técnica. Economia Aplicada, 4(2), 315-349, 2000.

MARINHO, A. Estudo da eficiência em alguns hospitais públicos e privados com a geração de rankings [Texto para discussão, Nº 794]. Brasília: IPEA, 2001.

MARINHO, A. Avaliação da eficiência técnica nos serviços de saúde nos municípios do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Economia, 57(3), 515-534. doi: 10.1590/S0034-71402003000300002, 2003.

MARINHO, A; FAÇANHA, L. O. de F. Programas sociais - efetividade, eficiência e eficácia como dimensões operacionais da avaliação. Rio de Janeiro: IPEA, 2001.

MARINHO, A., FAÇANHA, L. Hospitais universitários: indicadores de utilização e análise de eficiência técnica. Economia Aplicada, 6(3), 607-638, 2002.

MUSGRAVE, R. A.; MUSGRAVE, P. B. Finanças públicas: teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus; São Paulo: Universidade de São Paulo, 1980.

OGLOBO – jornal o globo. Custo anual de investimento em preso federal. Disponível em: http://oglobo.globo.com/educacao/brasil-gasta-com-presos-quase-triplo-do-custo-por-aluno-3283167. Acesso em 06 set. 2012.

PALOS, A. G. C. Criação de municípios, eficiência e produtividade na provisão de serviços públicos locais: um estudo não-paramétrico. 2006.Dissertação (Mestrado em Economia do Setor Público) Brasília: Universidade de Brasília.112 p.

PEDROSO, M. M. de; CALMON, P. C.D.P; BANDEIRA, L.F.; LUCENA, R.A.V. de .Eficiência relativa da política nacional de procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade. RAC, Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, art. 4,pp. 237-252, Mar./Abr. 2012.

PROITE, A.; SOUZA, M. C. S. Eficiência técnica, economias de escala, estrutura da propriedade e tipo de gestão no sistema hospitalar brasileiro. Anais Encontro Nacional de Economia da Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia, João Pessoa, PB, Brasil, 32, 2004.

PUIG-JUNOY, J. Ineficiencia técnica y asignativa em la producción hospitalaria: uma aplicación AED-AR. Working Paper, Madrid: Fundación BBV, 1999.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável as ciências sociais. In: BEUREN, Ilse Maria (org.) Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. Ed. São Paulo: Atlas. p. 76-97, 2012.

REGISTER, C. A.; BRUNING, Edward R. Profit incentives and technical efficiency in the production of hospital care. Southern Economic Journal 53 (4): 899-914, 1987.

REZENDE, A. J.; SLOMSKI, V.; CORRAR, L. J. A gestão pública municipal e a eficiência dos gastos públicos: uma investigação empírica entre as políticas públicas e o índice de desenvolvimento humano (IDH) dos municípios do Estado de São Paulo. Universo Contábil, Blumenau, v. 1, n. 1, p 24 – 40, jan./abr. 2005.

RIBEIRO, E. A. W. Eficiência, Efetividade e Eficácia do Planejamento dos Gastos em Saúde. HYGEIA, Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [s.l], p. 27-46, 2006.

RIBEIRO FILHO, J. F. Controladoria hospitalar. São Paulo: Atlas, 2005.

SÁ-SILVA, J.R.; ALMEIDA, C. D.; GUINDANI, J. F. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, São Leopoldo, ano 1, n. 1, p. 1-15, jul. 2009.

SOUSA, M. C. S.; SANTOS, F. B. C.; CRIBARI NETO, F. Uma Análise da Eficiência do Gasto Público Municipal no Brasil. Revista Brasileira de Estatística, v. 68, pp. 7-55, 2007.

SOUSA, M. C. S.; STOSIC, B. D. Technical Efficiency of the Brazilian Municipalities: Correcting Non-Parametric Frontier Measurements for Outliers. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2003. (Textos para Discussão n. 294).

STN – Secretaria do Tesouro Nacional. Banco de dados finanças públicas (FINBRA) Disponível em: <http://www.tesouro.fazenda.gov.br/>. Acesso em: 12 jul. 2012.

VARELA, P. S.; MARTINS, G. A. de, FÁVERO, L. P. L. Ineficiência do gasto público e ilusão fiscal: uma avaliação do flypaper effect na atenção básica à saúde. In: IV Congresso ANPCONT, Anais... Natal, 2010.

WEBSTER, R.; KENNEDY, Steven; JOHNSON, Leanne. Comparing techniques for measuring the efficiency and productivity of Australian private hospitals. Working Paper 98/3. Canderra: Australian Bureau of Statistics, 1998.

Publicado
2013-04-10
Métricas
  • Visualizações do Artigo 1417
  • ARTIGO downloads: 452
Seção
Artigos