TRABALHAR, FESTEJAR E CRER: HISTÓRIAS E MEMÓRIAS DO FAZER E DO VIVER DE HOMENS E MULHERES NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DO MARACUJÁ, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA

  • Ana Cláudia CEDRAZ

Resumo

O presente artigo tem como proposta refletir sobre as memórias da comunidade quilombola do Maracujá, localizada no município de Conceição do Coité, BA. Assim, a intenção é registrar a trajetória de sua população, a ascendência histórica, as relações sociais e de família, analisando os vínculos de trabalho e de compadrio, a construção da identidade e a religiosidade deste perímetro quilombola. Por se tratar de um estudo da História do Tempo Presente, a história oral foi o fio condutor deste trabalho. A vantagem do estudo da História do Tempo Presente, reside na circunstância de estarmos, sujeito e objeto, mergulhados em uma mesma temporalidade, que, por assim dizer, “não terminou”, possibilitando que o conhecimento histórico possa ser confrontado pelo testemunho dos que viveram os fenômenos que se busca narrar e/ou explicar. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 33
  • PDF downloads: 51