CONTRIBUIÇÕES EPISTEMOLÓGICAS DA DIDÁTICA NA E PARA A FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES DE MATEMÁTICA

Palavras-chave: Didática, Formação de professores, Educação Indígena, Quilombola

Resumo

A Didática é estudada há séculos por vários teóricos e autores que buscavam comprovar e argumentar sobre as várias técnicas e modelos de tecnologias para melhorar o processo de ensino-aprendizagem. O objetivo principal desse trabalho é discutir sobre a importância da Didática na formação do professor de matemática nas modalidades indígena e quilombola, propondo uma educação voltada para o respeito às diversidades e características desses grupos. Tem como referência documentos nacionais e internacionais que asseguram o direito a todos à educação como um direito social e humano. Se a formação acadêmica tem a função de preparar o futuro profissional indicando subsídios teóricos, técnicos didáticos e pedagógicos, também tem o compromisso de oportunizar reflexões que possibilitem a transposição da teoria para prática pedagógica. Para reflexão acerca dessa temática optou-se por realizar uma pesquisa de cunho bibliográfico para discutir a contribuição da didática, formação do professor de matemática, Educação Indígena e Quilombola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liliane Rodrigues de Almeida Menezes, Professora na Universidade Federal do Tocantins - Brasil

Mestra em Educação. Integrante do Grupo de Estudo e de Pesquisa em Sistemas Socioculturais de Educação Matemática. 

Elisangela Aparecida Pereira de Melo, Professora no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal do Tocantins - Brasil

Doutora em Educação em Ciências e Matemáticas. Tutora do Grupo PET/Conexões de Saberes Indígenas. Líder do Grupo de Estudo e de Pesquisas em Sistemas Socioculturais de Educação Matemática; Membra do Grupo de Estudos e Pesquisas de Práticas Investigativas em Educação Matemática e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática no Contexto da Amazônia Legal .

Referências

ALBUQUERQUE, L. C.; GONTIJO, C. H. A complexidade da formação do professor de matemática e suas implicações para a prática docente. Espaço Pedagógico (UPF. Passo Fundo), v. 20, n. 1, p. 76-87, jun. 2013. Disponível em: http://upf.br/seer/index.php/rep/article/download/3508/2293. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015. Disponível em: http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/res_cne_cp_02_03072015.pdf. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Decreto nº 10.088, de 5 de novembro de 2019. Consolida atos normativos editados pelo Poder Executivo Federal que dispõem sobre a promulgação de convenções e recomendações da Organização Internacional do Trabalho - OIT ratificadas pela República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 5 nov. 2019. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Decreto/D10088.htm. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Decreto nº 6.861, de 27 de maio de 2009. Dispõe sobre a Educação Escolar Indígena, define sua organização em territórios etnoeducacionais, e dá outras providências. Brasília, DF, 27 maio 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6861.htm. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 20 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer 08/2012. Dispõe sobre Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Brasília, DF, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10389-pcp008-12-pdf&category_slug=marco-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CEB nº 16/2012. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola. Brasília, DF, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/busca-geral/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/18694-educacao-quilombola-sp-1000400393. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 2 de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, DF, 1 jul. 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 25 jun 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 5, de 22 de junho de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Indígena na Educação Básica. Brasília, DF, 22 jun. 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11074-rceb005-12-pdf&category_slug=junho-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 25 jun 2020.

CABREIRA, Maurício Costa. Percepções do professor de Matemática: relação entre formação acadêmica e atuação docente. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTE DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 20, 2016, Curitiba. Anais... Curitiba: EBRAPEM, 12 a 14 de novembro de 2016. Disponível em: http://www.ebrapem2016.ufpr.br/wp-content/uploads/2016/04/gd7_mauricio_cabreira.pdf. Acesso em: 25 jun 2020.

CANDAU, Vera Maria (Org). Rumo uma nova didática. 23. ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 2013.

DAMIS. O. T. Arquitetura da aula: um espaço de relações. In: DALBEN. S. I. L. F. et al. (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

FIORENTINI, D.; OLIVEIRA, A. T. C. C. O Lugar das Matemáticas na Licenciatura em Matemática: que matemáticas e que práticas formativas? Boletim de Educação Matemática, UNESP, Rio Claro, v. 27, p. 917-938, 2013. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=291229747011. Acesso em: 25 jun. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à pratica educativa. 44. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2012.

LEITE, E.A.P.; RIBEIRO, E.S.; LEITE, K.G. et al. Alguns desafios e demandas da formação inicial de professores na contemporaneidade. Educ. Soc., v. 39, n. 144. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302018000300721 Acesso em: 25 jun. 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

LIBÂNEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. In: LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública. São Paulo: Edições Loyola Jesuítas, 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÔES UNIDAS - ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2018/10/DUDH.pdf Acesso em: 25 jun. 2020.

PIMENTA, Selma Garrido et al. A construção da didática no GT Didática–análise de seus referenciais. Revista Brasileira de Educação, v. 18, n. 52, p. 143-162, 2013.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, D. Origem e desenvolvimento da pedagogia histórico-crítica. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL MARX E ENGELS - “Marxismo e Educação: Fundamentos Marxistas da Pedagogia Histórico-Crítica”, 7, 2012, Campinas. Anais Eletrônicos... Campinas: IFCH-UNICAMP, 2012. Mesa Redonda. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/formulario_cemarx/selecao/2012/trabalhos/Demerval%20Saviani.pdf. Acesso em: 20 jun. 2020.

SERRAZINA, M.L.M. Conhecimento matemático para ensinar: papel da planificação e da reflexão na formação de professores. Revista Eletrônica de Educação, v. 6, n. 1, maio 2012.

Publicado
2020-12-04
Métricas
  • Visualizações do Artigo 139
  • ♪Áudio♪ downloads: 30
Como Citar
Menezes, L. R. de A., & Pereira de Melo, E. A. (2020). CONTRIBUIÇÕES EPISTEMOLÓGICAS DA DIDÁTICA NA E PARA A FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES DE MATEMÁTICA. Cenas Educacionais, 3, e9299. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/9299
Seção
Dossiê Temático