CURRÍCULO: CAMINHOS CRUZADOS ENTRE A HISTÓRIA E A FABULAÇÃO

Palavras-chave: Pedagogia, Currículo, Realismo, Fabulação

Resumo

Este texto objetiva analisar possibilidades de fabulação em narrativas históricas e de realismo nas fabulações, bem como analisar a presença e as possibilidades de utilização desses elementos enquanto recursos pedagógicos em componentes curriculares do curso de Licenciatura em Pedagogia. Consiste em relato de experiências resultantes de projeto interdisciplinar com as disciplinas Didática e Ensino de História, realizado em 2019. Conclui-se que realismo e fabulação confundem-se e entrecruzam-se de forma ambivalente, indissociável e indecidível, constituindo-se em potentes recursos pedagógicos, tanto no âmbito da formação em Pedagogia, quanto nas etapas da educação infantil e do ensino fundamental (anos iniciais), nas quais encontram-se associados à ludicidade, ao gosto pela leitura e às experiências prazerosas nos processos de ensinar e aprender.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Pereira Salvino, Professora na Universidade Estadual da Paraíba - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Maria do Rosário Gomes Germano, Professora na Universidade Estadual da Paraíba - Brasil

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba.

Referências

BENJAMIN, Walter. O anjo da história. Organização e tradução de João Barreto. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Índice de Desenvolvimento Humano. 2010. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/pesquisa/37/30255?tipo=ranking. Acesso em 25 ago. 2020.

COSTA, Cristina. Educação, imagem e mídias. São Paulo: Cortez, 2008.

COUTO, Mia. Terra sonâmbula. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

DICIONÁRIO INFORMAL. Significado de fabulação. 2009. Disponível em: https://www.dicionarioinformal.com.br/significado/fabula%C3%A7%C3%A3o/4152/. Acesso em: 4 ago. 2020

DICIONÁRIO ONLINE DE PORTUGUÊS. Significado de bordado. Disponível em: https://www.dicio.com.br/fabulacao/. Acesso em 8 ago. 2020.

ESCRITORES da Liberdade. Direção de Richard Lavagranese. 2007. Disponível em https://www.pinterest.pt/pin/400257485630028472/ Acesso em: 15 ago. 2020

FERNANDES, Márcia. Verbo transitivo direto. Disponível em: https://www.todamateria.com.br/verbo-transitivo-direto/#:~:text=Os%20verbos%20transitivos%20precisam%20sempre,1. Acesso em: 15 jul. 2020.

FOUCAULT. Michel. Vigiar e punir: História da violência nas prisões. Petrópolis: Vozes, 2008.

FOUCAULT. Michel. Ditos e escritos IX. Michel Foucault e a genealogia da ética, subjetividade e sexualidade. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

G1 PARAÍBA. IDHM da Paraíba sobe uma posição em três anos. 2016.Disponível em: http://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2016/11/idhm-da-paraiba-sobe-uma-posicao-em-tres-anos-diz-pesquisa. Acesso em: 25 ago. 2020.

JOÃO PESSOA-PARAÍBA. Farol Cabo Branco. Disponível em: http://www.viagemdeferias.com/joaopessoa/turismo/farol-cabo-branco.php. Acesso em: 25 ago. 2020.

LACLAU, Ernesto. Emancipação e diferença. Coordenação e revisão técnica geral de Alice Casimiro Lopes e Elizabeth Macedo. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de currículo. Rio de Janeiro: Cortez, 2011.

MARTÍN-BARBERO, Jésus. Dos meios às mediações: comunicação cultura e hegemonia. Trad. Ronald Polito e Sérgio Alcides. 6 ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

MEDEIROS, Rostand. O pai de Ariano Suassuna. Fundação Joaquim Nabuco. 2018. Disponível em: https://www.fundaj.gov.br/index.php/ultimas-noticias/207-observafundaj/educacao-contextualizada/7349-o-pai-de-ariano-suassuna--quem-foi-joao-suassuna-como-se-deu-a-sua-morte-e-como-este-fato-influenciou-a-vida-e-a-obra-do-seu-filho-ariano. Acesso em: 20 ago. 2020.

MORAES, Fabiana de Oliveira. Currículo-fabulação: a curiosidade metamorfose de Francis Tracart. 2014. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação. 137f.

NUNES, Silvio Garcia. Épica e romance no sertão fabuloso D’a Pedra do Reino, de Ariano Suassuna. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras, com habilitação em Língua Portuguesa) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Educação, 2013. Disponível em: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/bitstream/123456789/2064/1/PDF%20-%20Silvio%20Garcia%20Nunes.pdf. Acesso em: 15 ago 2020.

OLIVEIRA, Ton. Paraíba, jóia rara. 2011. Disponível em: https://www.letras.mus.br/ton-oliveira/paraiba-joia-rara/. Acesso em: 26 ago. 2020.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Boaventura e a educação. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

RUY, Carolina Maria. Bertolt Brecht e os 80 anos do poema Perguntas de um trabalhador que lê. Memória sindical. 2011. Disponível em: https://memoriasindical.com.br/cultura-e-reflexao/bertolt-brecht-e-os-80-anos-do-poema-%C2%93perguntas-de-um-trabalhador-que-le%C2%94/ Acesso em: 12 ago. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento, 1985.

SÜSSEKIND, Maria Luiza. Quem é Willian Pinar? Entrevista e tradução de Maria Luiza Süssekind. Petrópolis, RJ: De Petrus, 2014.

Publicado
2021-11-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 253
  • ♪Áudio♪ downloads: 12
Como Citar
Salvino, F. P., & Germano, M. do R. G. (2021). CURRÍCULO: CAMINHOS CRUZADOS ENTRE A HISTÓRIA E A FABULAÇÃO. Cenas Educacionais, 4, e11042. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/11042
Seção
Relato de Experiência