TRÊS DIMENSÕES DA ACESSIBILIDADE PARA UMA EFETIVA INCLUSÃO EDUCACIONAL DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA

Palavras-chave: Inclusão escolar, Acessibilidade, Crianças com deficiência

Resumo

O discurso sobre a acessibilidade escolar de crianças com deficiência passa pela constatação de que este instituto é pluridimensional e que a efetividade da inclusão associa-se a observância de pelo menos três destas dimensões: o aspecto arquitetônico, comunicacional e atitudinal. Assim, o objetivo geral deste trabalho será o de entender a abordagem sobre acessibilidade e inclusão educacional de crianças com deficiência, considerando para tanto as três dimensões já citadas. A partir  de uma discussão sobre o desenvolvimento histórico legislativo da educação especial e o desenvolvimento da questão da deficiência  por meio da evolução feita pela terminologia destinada às pessoas com deficiência, bem como as dimensões da acessibilidade, observou-se que sem a aferição do aspecto/dimensão arquitetônico, somado ao aspecto/dimensão comunicacional e o aspecto /dimensão atitudinal, não se está tratando de efetiva inclusão, mas sim de mera retórica que aproxima estas políticas públicas a um caráter de integração e não de inclusão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milton Silva de Vasconcellos, Doutorando em Políticas Sociais e Cidadania pela Universidade Católica de Salvador - Brasil

Mestre em Políticas Sociais e Cidadania. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Trajetórias Participativas e Políticas Sociais e do Grupo de Pesquisa Questão Social, Estado e Sociedade Civil.

Valdirene Santos de Sena, Professora na Rede Municipal de Educação de Salvador - Brasil

Especialista em Política Social e Gestão de Serviços Sociais pela Faculdade UNYLEYA. Graduada em Pedagogia pela Associação Cultural e Educacional da Bahia - Faculdade de Educação da Bahia.

Referências

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 07 jul. 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 01 jun. 2020.

CARVALHO, Rosita Édler. Educação Inclusiva: Com os Pingos nos “is”. Porto Alegre: Mediação, 2004.

CAMERA, Maria Luiza Costa. Não se cria filho com as pernas. 10ª edição, Salvador: EGBA, 2004.

COMISSÃO NACIONAL DO ANO INTERNACIONAL DAS PESSOAS DEFICIENTES (CNAIPD). Relatório de Atividades, Brasil: 1981. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me002911.pdf Acesso em 16 dezembro 2020.

MANTOAN, Maria Tereza Egler. Compreendendo a deficiência mental: novos caminhos educacionais. São Paulo: Editora Scipione, 1988.

MAZZOTTA, Marcos José da Silveira. Educação especial no Brasil: história e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 2003.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB 17/2001. publicado no Diário Oficial da União de 17/8/2001, Seção 1, p. 46. Brasília. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/parecer17.pdf Acesso em 18 jan. 2021

INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Censo Escolar 2019. Disponível em https://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2019-01/cresce-o-numero-de-estudantes-com-necessidades-especiais. Acesso em: 18 jan. 2021.

INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Censo Escolar 2019. Disponível em http://portal.mec.gov.br/setec-programas-e-acoes/acordo-gratuidade/33471-noticias/inep/85071-matriculas-em-creches-publicas-crescem-em-2019. Acesso: em 18 de jan.2021

SASSAKI, Romeu Kazumi. Terminologia sobre deficiência na era da inclusão. Revista Nacional de Reabilitação. São Paulo: ano 5 nº. 24, jan./fev. 2002. p.6-9.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Como Chamar as pessoas que tem deficiência? Nucleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE), São Paulo, 2005. Disponível em: https://napne.ifbaiano.edu.br/portal/?p=11. Acesso em 14 dez 2020.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão – Construindo uma sociedade para todos. 7a. edição. Rio de Janeiro: WVA, 2006.

SASSAKI, Romeu Kazumi. As sete dimensões da acessibilidade, São Paulo: Lavratus Prodeo, 2020.

SILVA, Oto Marques da. A Epopéia Ignorada; A pessoa deficiente na História do mundo de ontem e de hoje. São Paulo: Cedas, 1987.

Publicado
2021-06-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 676
  • ♪Áudio♪ downloads: 27
Como Citar
Vasconcellos, M. S. de, & Sena, V. S. de. (2021). TRÊS DIMENSÕES DA ACESSIBILIDADE PARA UMA EFETIVA INCLUSÃO EDUCACIONAL DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA. Cenas Educacionais, 4, e10804. Recuperado de https://www.revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/10804
Seção
Dossiê Temático