O Estágio Supervisionado na Formação Inicial do Professor: A experiência em uma escola municipal de São Paulo e os seus desafios em Tempos Pandêmicos

Palavras-chave: Estágio Supervisionado. Formação de Professores. Educação Remota.

Resumo

A pandemia de COVID 19 alterou o modo de vida de todas as pessoas, interferindo na economia, política, educação e sociedade como um todo. Devido a esse novo fenômeno a humanidade passou a rever as suas ações, buscando cumprir protocolos sanitários para preservar a saúde humana. Nesse movimento as instituições de ensino passaram a se adequar a esse novo momento incorporando o ensino remoto mediado pelas tecnologias. Nesse novo contexto a atividade do estágio supervisionado passou a se adequar a essa nova realidade. O presente artigo perpassa pela investigação sobre a importância do estágio supervisionado na formação dos futuros professores e a perspectiva dessa prática em tempos de educação remota. Nessa perspectiva analisou-se a significativa experiência de estágio supervisionado desenvolvido numa escola pública no contexto da pandemia. Identificou-se a contribuição significativa do estágio supervisionado na formação do futuro professor, como uma ação que relaciona teoria e prática, possibilitando um processo formativo que colabore com a atuação docente e a prática pedagógica do futuro professor.

 

Palavras-chave: Estágio Supervisionado. Formação de Professores. Educação Remota.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBUQUERQUE, Lúcia Silva; SILVA, Elisangela Medeiros. Pontos positivos e negativos do estágio na formação profissional dos estudantes de Ciências Contábeis da cidade de Caruaru–PE. Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração–Enanpad, v. 30, 2006.

ALMEIDA, Maria I.; PIMENTA, Selma G. Estágios supervisionados na formação docente. São Paulo: Cortez, 2014.

BRASIL. Lei n. 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes. Diário Oficial da União, 2008.

FIORENTINI, Dario; CASTRO, Franciana Carneiro de. Tornando-se professor de matemática: O caso de Allan em prática de ensino e estágio supervisionado. In: FIORENTINI, Dario (Org.). Formação de Professores de Matemática: Explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado Letras, 2003. Cap. 4. p. 121-156.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa. Coleção Leitura. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

LISOVSKI, L. A; TERRAZAN, E. A. As instituições de ensino superior e as escolas de educação básica na formação inicial dos professores de ciências naturais e biologia. In: VI ANPEDSUL, Santa Maria: UFSM, 2006.

MOREIRA, José António Marques; HENRIQUES, Susana; BARROS, Daniela. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, São Paulo, n. 34, p. 351-364, jan./abr. 2020. DOI https://doi.org/10.5585/dialogia.n34.17123. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=dialogia&page=article&op=view&path%5B%5D= 17123&path%5B%5D=8228. Acesso em: 13 jul. 2021.

RIOS, Terezinha Azerêdo. Ampliar o diálogo de saberes para a docência. In: FRANCO, Maria Amélia Santoro; PIMENTA, Selma Garrido. (Orgs.). Didática: embates Contemporâneos 3. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014. p.101-130.

SARMENTO, Teresa; ROCHA, Simone Albuquerque da; PANIAGO Rosenilde Nogueira. Estágio curricular: o movimento de construção identitária docente em narrativas de formação. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, v. 14, n. 30, p. 152-177, out./dez. 2018. DOI https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4365. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4365/3493. Acesso em: 15 jul. 2021.

SOUZA, Ester Maria Figueiredo; FERREIRA, Lúcia Gracia. Ensino remoto emergencial e o estágio supervisionado nos cursos de licenciatura no cenário da Pandemia COVID 19. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 13, n. 32, p. 85, 2020.

SOUZA, Ester Maria de Figueiredo Souza. MARTINS, Angela Maria Gusmão Santos. Estágio supervisionado nos cursos de licenciatura: pesquisa, extensão e docência. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista, Bahia, Brasil, v. 8, n. 13, p. 143-156, 2012. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/711/597. Acesso em: 03 abr. 2015.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2014.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo, SP: Atlas 2003.PIMENTA, Selma. Garrido; LIMA, Maria Socorro. Estágio e docência. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LIBÂNEO, J.C. Pedagogia e pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1999.

Lima, Maria da Glória Soares Barbosa. Sujeitos e saberes, movimento de autorreforma da escola. In: Mendes Sobrinho, José Augusto de Carvalho; Carvalho, Marlene Araújo de (Orgs.). Formação de professores e práticas docentes: olhares contemporâneos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 31-39.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo, SP: Cortez, 2007.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TEIXEIRA, Bruno Rodrigo; CYRINO, Márcia Cristina de Costa Trindade. O estágio supervisionado em cursos de licenciatura em Matemática: um panorama de pesquisas brasileiras Supervised internship in mathematics: a view of brazilian researches. Educação Matemática Pesquisa: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática, v. 15, n. 1, 2013.

Publicado
2021-12-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 548
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 213
Como Citar
Silva, F., & Borelli, S. de S. (2021). O Estágio Supervisionado na Formação Inicial do Professor: A experiência em uma escola municipal de São Paulo e os seus desafios em Tempos Pandêmicos. Revista Baiana De Educação Matemática, 2(01), e202117. https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.12320
Seção
Dossiê Temático - O Estágio Curricular Supervisionado em Matemática