A perspectiva do quilombo sob o olhar da escritora negra Beatriz Nascimento

  • Patrícia Batista dos Santos Universidade do Estado da Bahia, Pós-Crítica.

Resumo

Resumo: Trata-se de uma investigação, do ponto de vista da escritora Maria Beatriz Nascimento, sobre as territorialidades negras, os lugares comunitários e arredores dos centros das cidades, como presença de quilombo. A autora era sergipana, mas migrou com sua família aos sete anos para o Rio de Janeiro. Fez graduação em História na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde iniciou seu ativismo e militância. É considerada uma das pioneiras dos movimentos negros e da luta pela igualdade racial, especialmente da vida da mulher negra. Faleceu em 1995, vítima do companheiro de uma amiga que sofria agressões e Beatriz a incentivava para o fim do relacionamento. As discussões de Beatriz sempre foram em volta do lugar do negro na sociedade, e o quilombo para ela representava esse espaço de sociabilidade, resistência e existência, onde negras e negros poderiam se sentir realmente como pessoas livres que procuravam se organizar conscientemente.
Palavras-Chave: Quilombo. Intelectualidade. Mulher negra.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-22
Métricas
  • Visualizações do Artigo 176
  • PDF downloads: 119