Sobre sincretismo e pureza. Uma perspectiva do candomblé angola

Ari Lima

Resumo


Este artigo é uma reflexão de um intelectual negro, mas também a reflexão de um negro intelectual, iniciado em um candomblé angola sobre as questões da pureza e do sincretismo no âmbito do candomblé baiano. Desta forma, pretende-se convocar a atenção para uma perspectiva de compreensão e de prática do candomblé e do pensamento acadêmico quando se é de dentro estando fora ou quando se é de fora estando dentro. A discussão proposta tem como referência alguns autores e obras clássicos assim como outros contemporâneos. Do mesmo modo, considera a experiência do próprio autor como iniciado no candomblé de nação Angolão Paquetan Malembá.


Palavras-chave


Pureza; Sincretismo; Candomblé; Angola; Bahia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35499/tl.v14i1.8249

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: PROPEP – Programa Interno de Apoio a Editoração e Publicação de Periódicos Científicos da UNEB.

DOI: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis Períodicos CAPESA4

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.