Palavra e desejo de mulher notas sobre lírica e erotismo em Graça Nascimento

Marcelo Medeiros da Silva

Resumo


O artigo tece reflexões sobre a relação mulher, escrita, erotismo e sexualidade na poesia brasileira a partir da análise da obra de Graça Nascimento, poetisa pernambucana que, nascida na cidade de Canhotinho, vive na penumbra da cena literária nacional, apesar de seu intenso ativismo cultural. O objetivo é pensar como se constrói o discurso erótico na lírica dessa poetisa e evidenciar como tal discurso confere à obra dela uma dicção que, embora com traços próprios, mantém-se em diálogo com o discurso erótico erigido por outras poetisas já consagradas na lírica brasileira que ousaram falar de desejo, sexo, sexualidade a partir de uma perspectiva centrada no feminino. Na consecução de tal objetivo, as reflexões, ao longo do trabalho, respaldam-se nos estudos de Bataille (1987), Hegel (2004), Paz (1994), Soares (1991). Espera-se contribuir para os estudos acerca da produção literária de autoria feminina, em especial para aqueles que procuram refletir sobre como a palavra literária tem servido de esteio para que mulheres possam falar de corpo, desejo e sexualidade, apesar dos interditos sociais.

Palavras-chave


Poesia de Autoria Feminina; Erotismo; Sexualidade Feminina

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35499/tl.v13i2.7034

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


DOI: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis Períodicos CAPES: B3

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.