O problema da transmissão textual entre os dois Fulgêncios

Cristóvão José dos Santos Júnior

Resumo


Este trabalho busca evidenciar o problema de transmissão dos escritos fulgencianos, imprescindível para a compreensão da autoria. Nesse sentido, ressalta-se a confusão realizada no processo de atribuição de alguns títulos, atualmente creditados a Fábio Plancíades Fulgêncio (Mitógrafo), a seu homônimo Fábio Cláudio Gordiano Fulgêncio (Ruspense), na medida em que a biografia daquele não apresenta vasta documentação comprobatória supérstite, tendo sido nutridas inúmeras discussões a seu respeito. Para seu conhecimento, muitos investigadores usam fontes indiretas, que englobam citações feitas por outros escritores e referências intratextuais, havendo especial destaque para o prólogo do livro I das Mythologiae. Dessa forma, resta evidenciado que o entendimento da autoria fulgenciana não é tarefa de ordem meramente descritiva, requerendo um olhar filológico atento.


Palavras-chave


Transmissão textual; Autoria; Latim africano; Antiguidade tardia; Literatura marginalizada.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35499/tl.v13i2.6976

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


DOI: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis Períodicos CAPES: B3

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.