A variação lexical para os itens dar à luz e pessoa sovina em comunidades indígenas da Região Amazônica

Fábio Luidy de Oliveira Alves

Resumo


O presente trabalho destaca a diversidade lexical do português falado pelos Asuriní do Xingu e pelos Araweté, a partir do mapeamento dos itens “dar à luz” e “pessoa sovina”. Os itens apresentados fazem parte dos campos semânticos “ciclos da vida” e “convívio e comportamento social” do questionário semântico lexical (QSL) que integra o projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB). O estudo geossociolinguístico toma como base as orientações da Dialetologia pluridimensional vista em Radtke e Thun (1996) e Thun (1998). Os dados são provenientes de quatro comunidades indígenas. Os resultados do mapeamento mostram uma variedade do português constituída de influências linguísticas, principalmente da sociedade envolvente com a qual os Asuriní e os Araweté interagem.


Palavras-chave


Léxico; Língua Portuguesa; Asurini; Arawetê

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


DOI:

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis CAPES: Linguística e Literatura - B3

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.