Práticas translíngues: o repertório linguístico do sujeito bilíngue no século XXI

Antonieta Heyden Megale, Helena Regina Esteves de Camargo

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a noção de bilinguismo e de sujeito bilíngue a partir de uma visão de língua heteroglóssica, relacionada às experiências identitárias e às práticas linguísticas de sujeitos em sua condição bilíngue no século XXI (GARCÍA, 2009; BUSCH, 2012).  Para tanto, analisamos uma entrevista com um adolescente bilíngue, cuja família possui membros nos EUA e no Brasil. A partir dessa entrevista, selecionamos excertos que evidenciam uma concepção de bilinguismo monoglóssica por parte do entrevistado ao mesmo tempo que demonstram a impossibilidade de separação de suas línguas, o que resulta em sua prática translíngue (GARCÍA, 2009; CANAGARAJAH, 2011; 2013).

Palavras-chave


Bilinguismo; Prática translíngues; Repertório bilíngue.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35499/tl.v9i1.1353

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


DOI: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras

ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis Períodicos CAPES: A4

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.