Protagonistas de si: representatividade e intelectualidade negra no Youtube

Gisele Moreira Santos

Resumo


Resumo: O presente artigo busca debater o lugar dos youtubers negros no Brasil e de que forma estes legi-timam a intelectualidade negra dentro de um espaço onde a intelectualidade branca é preterida. Para tan-to, são analisados aqui quem são os maiores youtu-bers brasileiros, do que eles tratam e quais são as in-telectualidades preconizadas dentro deste espaço, para então expor hipóteses que caracterizariam a fal-ta de destaque do intelectual negro dentro do YouTu-be, e a presença do racismo de forma velada. Em con-trapartida, também serão apresentados aqui quais são as iniciativas de resistência destes intelectuais negros, que buscam espaço para legitimar seu traba-lho na busca de um diálogo plural entre as culturas que habitam o espaço digital. Para tanto, serão discu-tidas as ideias de bell hooks (1995), Cornell West (1999), Nilma Lino Gomes (2010) e Eduardo Prado Coelho (2004).
Palavras-Chave: Intelectualidade negra. YouTube. Influenciador digital. Representatividade


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grau Zero - Revista de Crítica Cultural
(Organizada pelo PÓS-CRÍTICA)

Publicação Semestral

ISSN 2318-7085

 

INDEXADORES

 

 

 


FOMENTO/FINANCIAMENTO