BRAZILIAN BUSINESS REVIEW: UM ESTUDO SOB A ÓTICA DA BIBLIOMETRIA E DA REDE SOCIAL DE 2004 A 2011

Henrique César Melo Ribeiro

Resumo


Este artigo investigou a produção científica do periódico Brazilian Business Review, no período de 2004 a 2011. O estudo assenta numa pesquisa bibliométrica e rede social, utilizando-se de estatística descritiva, nos 129 artigos publicados no período. Os principais resultados foram: predominância de artigos em parceria; os autores Valcemiro Nossa, Ariovaldo dos Santos e Otávio Ribeiro de Medeiros são os mais prolíferos; Lopes, A. B. e Porter, M. E. foram os pesquisadores mais citados; a Universidade de São Paulo foi a IES que mais publicou artigos. Constatou-se uma centralidade de rede tanto na coautoria como também nas IES. E as temáticas mais evidenciadas em 8 anos de análise foram: Finanças, Mercado de capitais, Marketing, Organização e Negócios e Contabilidade e Auditoria. Conclui-se de maneira macro, que mesmo sendo uma revista nova na academia, a Brazilian Business Review, por meio de seu acervo, já retrata o universo da produção cientifica. Isto evidencia o amadurecimento e importância deste periódico, servindo como fomentador e disseminador do conhecimento e do fluxo das informações científicas na literatura acadêmica nacional, mas especificamente nas áreas de administração, contabilidade e economia.

Palavras-chave


Brazilian Business Review; Bibliometria; Rede Social.

Texto completo:

ARTIGO

Referências


ACEDO, F. J.; CASILLAS, J. C. Current paradigms in the international management field: an author co-citation analysis. International Business Review, v. 14, p. 619-639, 2005.

BBR – Brazilian Business Review. Missão. Disponível em: < http://www.bbronline.com.br/linha.asp>. Acesso em: 20 mai.2012.

BORBA, J. A.; MURCIA, F. D. R. Oportunidades para pesquisa e publicação em contabilidade: um estudo preliminar sobre as revistas acadêmicas de língua inglesa do portal de periódicos da capes. Brazilian Business Review, v. 3, n. 1, p. 88-103, 2006.

BRAGA, M. J. da C.; GOMES, L. F. A. M.; RUEDIGER, M. A. Mundos pequenos, produção acadêmica e grafos de colaboração: um estudo de caso dos enanpads. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 1, p. 133-154, 2008.

CAPOBIANGO, R. P. et al. Análise das redes de cooperação científica através do estudo das coautorias dos artigos publicados em eventos da anpad sobre avaliação de políticas públicas. Revista de Administração Pública, v. 45, n. 6, p. 1869-1890, 2011.

CARDOSO, R. L.; OYADOMARI, J. C. T.; NETO, O. R. de M. Influências da positive accounting nos programas de mestrado em contabilidade: uma análise bibliométrica da produção acadêmica de 2002 a 2005. Brazilian Business Review, v. 4, n. 2, p. 158-170, 2007.

CHAMBERS, E. A. An introduction to meta-analysis with articles from the journal of educational research (1992-2002). The Journal of Educational Research, v. 98, n. 1, p. 35-44, 2004.

CORONADO, R. A. et al. Bibliometric analysis of articles published from 1980 to 2009 in physical therapy, journal of the american physical therapy association. Physical Therapy, v. 91, n. 5, p. 642-655, 2011.

CRAWLEY-LOW, J. Bibliometric analysis of the american journal of veterinary research to produce a list of core veterinary medicine journals. Journal of the Medical Library Association, v. 94, n. 4, p. 2006.

CRUZ, A. P. C. da. et al. Perfil das redes de cooperação científica: congresso USP de controladoria e contabilidade – 2001 a 2009. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 55, p. 64-87, 2011.

DURISIN, B.; CALABRETTA, G.; PARMEGGIANI, V. The intellectual structure of product innovation research: a bibliometric study of the Journal of Product Innovation Management, 1984-2004. Journal of Product Innovation Management, v. 27, p. 437-451, 2010.

EGGHE, L. Zipfian and lotkaian continuous concentration theory. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 56, n. 9, p. 935-945, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/rgfc.v2i3.90

Apontamentos

  • Não há apontamentos.