SISTEMA FEDERAL BRASILEIRO DE CUSTOS: UMA ANÁLISE COMPARATIVA À LUZ DAS RECOMENDAÇÕES DA IFAC.

Janilson Antonio da Silva Suzart

Resumo


Compreender de que forma são utilizados os recursos destinados pela sociedade para a Administração Pública é de suma importância em um ambiente democrático. Tanto a sociedade quanto os gestores públicos buscam analisar a relação custo-benefício das ações governamentais. Para se certificar de que os gestores públicos buscaram as melhores alternativas possíveis e não atuaram em sentido contrário ao anseio coletivo, a população necessita de instrumentos que acompanhem e avaliem as atividades governamentais. A sua vez, os gestores públicos, também, precisam de instrumentos que os auxiliem a tomar decisões que atendam às demandas sociais e estejam entre as melhores alternativas possíveis. Dentre outras áreas envolvidas com esta temática se encontra a Contabilidade de Custos. Seus instrumentos e suas técnicas podem auxiliar gestores e sociedade a avaliar o desempenho estatal. Em virtude da recente implementação do sistema federal brasileiro de custos, a presente pesquisa procurou analisar comparativamente as principais características deste sistema, tendo como parâmetros as recomendações feitas pela IFAC (International Federation of Accountants). Com este objetivo, foi utilizada uma abordagem qualitativa, sendo realizado um estudo exploratório com o emprego da técnica de análise comparativa. Foi identificado que, apesar de estar na fase inicial de implantação, o sistema brasileiro segue muitas das recomendações propostas pela IFAC. Todavia, o alinhamento das informações contábeis financeiras às normas internacionais, a necessidade de maior integração entre os sistemas gerenciais governamentais e a alocação apenas de custos diretos são pontos relevantes que necessitam ser aperfeiçoados visando melhorias na qualidade das informações produzidas por este sistema.


Palavras-chave


Sistema de Informações de Custos do Governo Federal; Contabilidade Custos; Administração Pública.

Texto completo:

ARTIGO

Referências


BRASIL. Decreto nº 93.872, de 23 de dezembro de 1986. Dispõe sobre a unificação dos recursos de caixa do Tesouro Nacional, atualiza e consolida a legislação pertinente e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 dez. 1986. ______. Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967. Dispõe sobre a organização da Administração Federal, estabelece diretrizes para a Reforma Administrativa e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 27 fev. 1967. ______. Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 05 mai. 2000. ______. Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964. Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 23 mar. 1964. ______. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Sistemas de Informações de Custos no Governo Federal. Brasília, DF, set. 2008. Disponível em: Acesso em: 13 jun. 2010.

CARNEGIE, Garry D.; WEST, Brian P. Making accounting accountable in the public sector. Critical Perspectives on Accounting, v. 16, n. 7, p. 905-928, out. 2005. http://dx.doi.org/10.1016/j.cpa.2004.01.002

COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em Administração. 7. ed. São Paulo: Bookman, 2008. 640 p.

DEMO, Pedro. Pesquisa qualitativa. Busca de equilíbrio entre forma e conteúdo. Revista Latino-americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 6, n. 2, p. 89-104, abr. 1998. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11691998000200013

ELLWOOD, Sheila; NEWBERRY, Susan. Public sector accrual accounting: institutionalising neo-liberal principles? Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 20, n. 4, p. 549-573, 2007. http://dx.doi.org/10.1111/j.1835-2561.2001.tb00174.x

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS. Perspectives on Cost Accounting for Government. International Public Sector Study, n. 12, p. 1-61, set. 2000.

MACHADO, Nelson. Sistema de informações de custo: diretrizes para integração ao orçamento público e à Contabilidade Governamental. 2002, 221 f. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade). Universidade de São Paulo, São Paulo.

NEWBERRY, Susan. Public-sector accounting: a common reporting framework? Australian Accounting Review, v. 11, n. 1, p. 2-7, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.