ESCRAVIDÃO NO BRASIL NA ATUALIDADE: UM ESTUDO A PARTIR DA COMUNIDADE DA TIMBALADA SALVADOR/BA

ALÍCIA DA PAIXÃO SANTOS, KÁTIA SOANE SANTOS ARÁUJO

Resumo


O Brasil tem uma herança histórica no que se refere ao trabalho escravo. Dos índios aos negros africanos nossa história acusa exemplos de exploração e abuso da mão-de-obra de pessoas em condições de desigualdade social. Por muito tempo, o povo negro vivenciou as maldades do processo de escravidão, no entanto essa situação, de forma de diferente, ainda acontece nos tempos atuais em muitos lugares e com diferentes raças, demonstrando que muito pouco tem sido feito para promover a igualdade de oportunidade para o povo brasileiro. É comum observar em reportagens, exemplos de pessoas que trabalham “duro” e não recebem dignamente pelo que fazem ou trocam os seus serviços por comida ou por outro item básico de sobrevivência, ou seja, trabalham sem receber dignamente. No Brasil, a maioria desse grupo social é composto pelo povo negro, que por conta do processo civilizatório e da falta de políticas continuam excluídos do desenvolvimento do país, vivendo uma condição de miséria. No entanto, o problema da escravidão, no Brasil, é ainda mais grave e alcança diversos grupos. Segundo Rocha e Brandão (2013) , “O trabalho escravo atinge, principalmente, o trabalhador no meio rural, em diferentes atividades, em especial aquelas ligadas à pecuária, à produção de carvão, à extração do látex e de madeira, à produção de cana de açúcar, dentre outras. Devido à natureza oculta e à dificuldade de acesso às localidades onde ocorre a exploração, é difícil mensurar, com exatidão, quantos trabalhadores estão, neste momento, “escravizados”. Entretanto, n a comunidade da Timbalada, no bairro do Cabula em uma região central de Salvador/Bahia é possível identificar situações semelhantes com o escravismo, o que nos levam a questionar: Como se configura o trabalho escravo na atualidade? Nesse sentido, essa proposta de pesquisa tem como objetivo discutir sobre as condições de vida de pessoas que vivem em situação de escravidão, sobretudo no que se refere a exploração servil, gerada pelo processo de exploração do povo negro que ocasionou a desigualdade social do nosso país. Essa pesquisa será um estudo bibliográfico por meio do aprofundamento das temáticas: História do Brasil e o Processo de Escravidão, posteriormente realizaremos entrevistas com pessoas em situação de escravidão, moradores da comunidade da Timbalada e por fim analisaremos as fontes.

Palavras-chave


Escravidão; Atualidade; Desigualdade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 ALÍCIA DA PAIXÃO SANTOS, KÁTIA SOANE SANTOS ARÁUJO


 

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus I
Rua Silveira Martins, 2555, Cabula – Salvador-BA
CEP 41.150-000
Prédio da Pós-Graduação em Educação – GEOTEC

 
ISSN: 2674-7227

PERIODICIDADE: Bienal

INDEXADORES E DIRETÓRIOS: 


Todo o conteúdo publicado nestes Anais está licenciado com uma Licença Creative Commons - Attribution-ShareAlike 4.0 International.